Ijuí/RS - Sexta-feira, 03 de Dezembro de 2021
Manchetes
Aumenta número de pedidos de Proagro junto a Emater municipal
Gerente regional anuncia liberação de espaços externos do Sesc à comunidade
Veículo furtado em Santa Rosa é recuperado pela PRE
Secretário de Governança do Estado conclama eleitores da região a participar da Consulta Popular
"Aqui me sinto bem", diz Márcio Goiano sobre retorno ao São Luiz
Natal na Unijuí acontece neste domingo
14º Salário para segurados do INSS vai para a CCJ da Câmara dos Deputados
Executivo buscará junto a ACI, doação da marca Expo Ijuí Fenadi
Projeto de padronização da Avenida 21 de Abril prevê retirada dos canteiros centrais
Com ou sem recursos da LIC, cidade estará iluminada dia 12, diz prefeito
Ijuí-RS
O tempo agora
25 de novembro de 2021

Unijui conclui avaliação diagnóstica em escolas da rede municipal da região

Nesta semana, foi finalizada a aplicação das provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica – Same. A Unijuí foi escolhida pelos municípios de Ijuí, Bozano, Coronel Barros e Nova Ramada para executar, aplicar e compilar os dados da avaliação que traçará um raio-x da educação nas redes municipais durante o período de pandemia: 2020 e 2021. O trabalho acontece por meio da Agência de Inovação Tecnológica (Agit) e do Escritório de Relações Universidade-Comunidade.

“Essa é uma avaliação diagnóstica, censitária, que envolve todos os alunos da rede municipal destes quatro municípios, desde o 2º até o 9º Ano do Ensino Fundamental. Aplicamos testes padronizados, nas áreas de Língua Portuguesa e Matemática, com o principal objetivo de avaliar e apontar elementos para o enfrentamento do processo pandêmico nos próximos anos”, explicou a reitora da Unijuí, professora Cátia Maria Nehring, lembrando que professores da Universidade, com experiência na Educação Básica e nestas áreas do conhecimento, estiveram à frente da organização da prova, elaborada a partir de matrizes conhecidas e validadas, como a Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA) e o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), que estão alinhadas à Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Para além da prova, também foi aplicado um questionário socioeconômico aos mais de 4 mil estudantes que participaram da avaliação. “Com o retorno deste material à Universidade, nossos professores farão a análise, questão por questão, para que seja possível traçar um panorama de como foi a aprendizagem neste período. Este será um instrumento importante para os gestores municipais, para os diretores e, principalmente, para os professores, que terão informações sobre como os estudantes vão chegar em determinada série em 2022”, reforçou a reitora, lembrando que os primeiros resultados devem ser entregues no mês de fevereiro.

No dia 17 de novembro, a avaliação foi aplicada no município de Bozano, na Escola Municipal Fundamental Pedro Costa Beber. “Na rede municipal de Bozano a aplicação foi bastante tranquila, apesar de as turmas estarem ansiosas. Estamos vivendo tempos difíceis,  a educação tem sofrido muito e essa avaliação vai nos auxiliar no planejamento das ações dos próximos anos”, destacou a secretária de Educação, Cultura, Desporto e Turismo de Bozano, Mônica Ceccato Tonel.

Também no dia 17, as provas foram aplicadas em Nova Ramada, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Dom Pedro I. Esse diagnóstico trará subsídios para o planejamento da Educação Básica nos próximos anos, conforme explicou o prefeito, Marcus Bandeira. “Conversamos com pais, alunos e professores e destacamos a importância de participar desta avaliação. Queremos informações sobre como estão nossos estudantes, turmas, e toda a nossa rede, para podermos corrigir os prejuízos destes 20 meses de pandemia”, apontou.

Já no dia 18 de novembro, a aplicação aconteceu em Coronel Barros, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Miguel Burnier, onde ocorreram poucas faltas. “Os alunos estavam entusiasmados para serem avaliados. Os resultados desta prova vão ser balizadores do planejamento da educação municipal. É importante que tenhamos dados científicos para saber o que teremos que priorizar no âmbito da educação. Precisamos de políticas públicas sérias. Temos um novo professor, um novo aluno e uma nova realidade na escola”, apontou o secretário de Educação de Coronel Barros, Odilar de Vargas.

Fechando o ciclo, foram aplicadas na terça-feira, 23, em Ijuí, os últimos questionários do Same. Segundo o secretário de Educação, Cláudio de Souza, o Dia D, como foi chamado, será muito importante para que o município tenha uma radiografia destes dois anos de pandemia e quais as principais deficiências existentes. “Nos preparamos para esta data, para esta avaliação, e tivemos uma participação massiva dos estudantes. Teremos, com esta prova, a possibilidade de avaliar as habilidades dos nossos alunos, nestas duas áreas: Língua Portuguesa e Matemática, traçando as melhores estratégias para corrigir possíveis falhas a partir do próximo ano”, comentou.

Em Ijuí, as provas foram aplicadas nas Escolas Anita Garibaldi, Davi Canabarro, Ruy Ramos, Estado do Amazonas, Joaquim Nabuco, 15 de Novembro, Thomé de Souza, Soares de Barros, Dona Leopoldina, Deolinda Barufaldi, Eugênio Ernesto Storch, João Goulart, Joaquim Porto Villanova e Instituto Municipal de Ensino Assis Brasil (Imeab).

 

Fonte: Assessoria de Imprensa/Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019