Ijuí/RS - Terça-feira, 24 de Novembro de 2020
Manchetes
Ijuí atinge a marca dos 2.500 casos de covid-19
Comandante Geral vem a Ijuí nesta quarta-feira para receber duas novas viaturas para o Corpo de Bombeiros
Preso em Canoas terceiro assaltante do roubo cometido em Arroio das Antes
A AIPAN de Ijuí comemora sábado(27) 47 anos de fundação
Campanha de Vacinação contra a Pólio segue até 30 de novembro em Ijuí
Centro de Triagem Covid-19 registra recorde de atendimentos
Ministério da Saúde lança campanha de combate ao Aedes aegypti
Famurs considera necessários toques de recolher no interior do Estado
Reunião decide pela criação do Comitê Pró-Água Ijuí
Poder Executivo reúne presidentes de bairros para discutir Natal da Família Ijuiense
Ijuí-RS
O tempo agora

Sobre

A história da radiodifusão teve inicio em Ijuí no ano de 1950, quando muitas pessoas, no dia 10 de abril daquele ano, se aglomeraram em frente a Praça da República para ouvir pela 1ª vez a transmissão da Rádio Repórter.

Naquela data, no centro da cidade, começava a funcionar “a pioneira” a então denominada Rádio Sulina integrante do chamado Triângulo Missioneiro de Emissoras que eram as rádios de Ijuí, Santo Ângelo e Três Passos.

A denominação de Rádio Repórter surgiu através de concurso realizado na época.

Em 1977, em grande momento festivo com a presença de muitas autoridades, era inaugurado o complexo construído na Avenida David José Martins, onde atualmente estamos instalados.

Eram 5 horas da tarde do dia 14 de setembro de 1977, quando a Repórter começou a transmitir dos novos estúdios. A solenidade trouxe para Ijuí o então governador do Estado José Augusto Amaral de Souza e o Ministro das Comunicações Euclides Quandt de Oliveira.

Naquela data, o ministro, vendo as belas instalações e sabendo da vontade e perseverança do diretor radialista Wilson Mânica, autorizou a implantação de uma emissora de FREQUÊNCIA MODULADA.

Iniciou-se então um grande desafio – o de montar uma rádio em FM, num momento que nem mesmo existiam no comércio, receptores com faixa de FM.

Mas o espírito empreendedor do radialista falou mais forte, e em menos de dois anos entrava em operação a Rádio Repórter FM, hoje, Iguatemi FM, a primeira emissora de FM do interior do Rio Grande do Sul, montada numa única torre de transmissões, algo inédito no Brasil para a época.

 

As instalações conjugadas da Rádio Repórter AM e Iguatemi FM, formam um modelo de parque radiofônico.

Num prédio construído especialmente para abrigar todos os departamentos com amplos estúdios, setor de jornalismo, publicidade, roteiristas, esportes, administração, sala de transmissores e anexos, onde está um grupo gerador para manter as estações no ar quando da falta de energia e outros equipamentos, que dão suporte a uma estrutura totalmente informatizada.

A audiência de Rádio Repórter de Ijuí e da Iguatemi FM é reconhecida em todos os segmentos da comunidade regional, pois há mais de 10 anos são apontadas como as rádios mais ouvidas na região, abrangendo mais de 80 municípios e aproximadamente um milhão de ouvintes.

Mais recentemente, a Repórter deu mais um salto de qualidade dentro do processo constante de modernização a que tem se proposto ao longo dos anos, concluindo o processo migração para Frequência Modulada, em 93,9. Os propósitos continuam os mesmos, de seguir sendo a Mais Popular, numa interação permanente com seus públicos, desafiando-se sempre em buscar uma maior conexão possível com seus ouvintes, levando a eles jornalismo de qualidade, com temas relevantes e com diferentes pontos de vista. Na programação musical, a Repórter FM dá ênfase à uma comunicação que gere entretenimento, com uma seleção de músicas criteriosamente selecionada.

 

 

 

 

CONFIRA ALGUNS REGISTROS:

 

© Copyright 2019