Ijuí/RS - Sexta-feira, 24 de Setembro de 2021
Manchetes
Secretários de educação da AMUPLAM se encontraram em Condor
Deputado Jerônimo Goergen deixará a Política
Homem com teste positivo para Coronavírus incorre em crime após descumprir isolamento
Panambi segue vacinação nesta sexta-feira contra covid-19
Prefeitura de Ijuí alerta a população sobre obras de esgotamento sanitário
Parecer do Cremers já embasou cerca de 384 decisões judiciais sobre pedidos de liberdade de presos por covid-19
Escola Miguel Burnier tem projeto em andamento para construção de mobiliário especial.
Serviço terceirizado: Corsan fará atualização de cadastro de seus usuários em Ijuí
De Cruz Alta para o Paraná: Dom Adelar Baruffi é nomeado Arcebispo de Cascavel
PRF apreende veículo com mais de 15 mil maços de cigarros em Cruz Alta
Ijuí-RS
O tempo agora
28 de maio de 2021

Para vereador Paulo Braga, saída será individualizar cobrança dágua no Condomínio Boa Vista

Vereador Paulo Braga, do PDT, fez um relato emocionado e indignado hoje no Fatorama ao falar do corte dágua no Condomínio Boa Vista, onde moram cerca de mil pessoas divididas em 15 blocos de apartamentos.

A situação, explicada pelo vereador, é de que o pagamento é feito na totalidade, sem hidrômetros individuais, com muitos pagando em dia e outros não. Há ainda casos de apartamentos fechados, comentou o vereador pedetista.

Reconheceu que os atrasos geraram uma bola de neve, e em um período de pandemia, o quadro se agravou, com a renda reduzida dos que já não ganhavam muito.

O pedido, que não é recente, é de mudança no sistema de cobrança, o chamado porta a porta, com faturas individuais, como já ocorre em outro condomínio, o Júlio Taube, destacou o vereador.
O Condomínio tem moradores acamados, cadeirantes, idosos gestantes, todos sem água, e num tempo de pandemia, em que são exigidos ainda mais cuidados com a limpeza diária de calçadas e corredores.

Disse ter estado com um grupo de moradores em frente à Corsan, algumas vezes, sem o encaminhamento de uma solução. Contou que muitos moradores batem na porta do apartamento do vereador, pedindo uma ajuda. Afirmou não ser mais o síndico, mas que está buscando uma saída.

Para Paulo Braga, a Corsan, como órgão do estado, precisa ter por parte do governo, um entendimento diferenciado em tempos de pandemia. Para ele, a cobrança individualizada seria o caminho. Anunciou que a assessoria jurídica do Condomínio ingressou ontem com ação, mas com resposta em 48 horas, o que no entendimento do vereador, é inaceitável.

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019