Ijuí/RS - Terça-feira, 05 de Julho de 2022
Manchetes
Prefeitos da região vão a Brasília pela compensação de valores devido a redução de impostos promovida pelo governo Federal
CNM aponta impacto imediato nas receitas municipais de R$ 73 milhões devido a redução do ICMS
Programa em parceria com a prefeitura busca selecionar famílias para receber crianças em suas casas
Óbito de número 300 por Covid-19 foi registrado em Ijuí
Daniel Franco deixa o comando técnico do São Luiz
8° Edição da Expocelb é lançada em Coronel Barros
Novos ritos na Seplan aceleram processos em prol do desenvolvimento
PC apreende 4kg de Cocaína e 1kg de Crack durante abordagem a veículo
Inadimplência de consumidores do Demei ultrapassa R$ 12 milhões
Municipal de Futsal conhece seus campeões
Ijuí-RS
O tempo agora
1 de junho de 2022

“Nomear concursados agora gerará um passivo para o município e não podemos ter esta irresponsabilidade”, diz prefeito

O prefeito Andrei Cossetin falou nessa quarta-feira(1), no Fatorama, sobre a reclamação de demora para o chamamento de concursados para o preenchimento de vagas hoje ocupadas por servidores com contratos temporarios via Consórcio Intermunicipal de Saúde (Cisa).

Explicou que os profissionais chamados e que estão atuando, especialmente na saúde,  é para um período transitório,  tendo em vista a grande demanda no setor de saúde. “São contratos que tem vigência de um a seis meses, podendo chegar a um ano”, disse ao reafirmar que a Administração está chamando concursados para preencher as chamadas vacâncias que é quando o servidor(a) se aposenta, por exemplo, entre outras. O prefeito diz que atualmente,  mesmo com o chamado para preencher as vacâncias, sua gestão tem o mesmo número de servidores de quando assumiu o governo.

” Não estamos chamando concursados e sim optando por contratos via Cisa, por que as vagas são temporárias e a maioria dos concursados que aguardam a convocação estão empregados. Nomear profissionais agora geraria um passivo para o município aumentando a folha de pagamento e inchando ainda mais a máquina pública como outras administracões fizeram e nós não podemos ter esta irresponsabilidade”, disse ao afirmar que para compor a equipe de profissionais que atuarão nos dois postos de saúde que serão construídos nos bairros Mundstock e Burtet, candidatos aprovados no concurso público serão chamados. “Nos momentos transitorios na gestão não podemos ter irresponsábilidade de chamar concursados que depois ficariam perambulando pelas repartições do município sem local para se instalar”, afirmou ao lembrar o problema existente do passivo atuarial do Previjui.

Andrei Cossetin disse que do atual concurso vigente pelo menos 9 enfermeiros foram chamados, e mais de 70 servidores nomeados para a área da educação.

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019