Ijuí/RS - Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2022
Manchetes
Incêndio é registrado no aterro sanitário
Congresso Nacional retoma atividades dia 1º e Pompeo diz que foco será aprovação do 14º dos aposentados e pensionistas
Ijuí já passa de 1,5 mil casos de Covid-19. Jovens entre 20 e 39 anos são os mais infectados
Multa de R$ 5 mil: SMMA já sabe quem descartou clandestinamente lixo em via que recém havia sido limpa por servidores da prefeitura
São Luiz anuncia contratação de mais um lateral esquerdo
Mesmo com atendimentos em queda no final de semana, número de infectados com Covid só aumenta em Ijuí
CNH do RS é a mais cara da região Sul do País
Prefeito de Nova Ramada está em Porto Alegre para assinar convênio de acesso asfáltico
Prefeito Andrei Cossetin está de férias
Bozano é contemplado com recursos do Programa Ilumina RS
Ijuí-RS
O tempo agora
5 de novembro de 2021

Movimento caminhoneiro arrefece na região e tem apenas 2 pontos de mobilização no País

Piquete é mantido no entroncamento rodoviário do Posto 44 em Ijuí

Apesar de a Justiça ter proibido o bloqueio das rodovias, líderes da greve dos caminheiros afirmaram que a paralisação segue pelo Brasil desde o dia 1º de novembro com adesão que está dentro do esperado.

O diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL), Carlos Alberto Litti Dahmer, disse que “o movimento segue aqui em Ijuí, apesar do efeito das liminares”.

No entanto, conforme Litti Damer, desde a metade desta semana, essa concentração dos caminhoneiros é mais latente em apenas dois pontos do País. Aqui em Ijuí e no Porto de Santos. Mesmo tendo ficado longe de paralisar o País a greve dos caminhoneiros autônomos está prejudicando as operações no maior porto do Brasil.

A Associação Brasileira dos Terminais Retroportuários e das Transportadoras de Contêineres (ABTTC) informou, na quarta-feira, que as atividades em vários terminais, sejam aqueles usados para armazenagem e reparo de contêineres vazios, ou ainda áreas para o despacho aduaneiro de exportação “seguem impedidas de atuar devido a manifestação promovida pelo Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos.

“O movimento nacional iniciado em 1º de novembro tem agora estes dois   pontos de paralisação e nós aqui em Ijuí – no trevo do Posto 44 estamos fazendo o protesto também em solidariedade aos nossos companheiros de Santos”, disse ao jornalismo da Repórter o diretor sindical.

Frisou que neste momento, o movimento é normal e todos os caminhoneiros já voltaram a trabalhar – porém o piquete no entroncamento rodoviário de Ijuí é mantido até o final da mobilização que ocorre em Santos e que envolve mais de 200 policiais federais além dos caminhoneiros paralisados.

“O movimento em Ijuí agora é de apoio e solidariedade aos companheiros autônomos de Santos. Estamos na dependência do que irá ocorrer lá, para tomar uma decisão sobre o movimento aqui”, concluiu o representante da categoria.

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019