Ijuí/RS - Terça-feira, 05 de Julho de 2022
Manchetes
Prefeitos da região vão a Brasília pela compensação de valores devido a redução de impostos promovida pelo governo Federal
CNM aponta impacto imediato nas receitas municipais de R$ 73 milhões devido a redução do ICMS
Programa em parceria com a prefeitura busca selecionar famílias para receber crianças em suas casas
Óbito de número 300 por Covid-19 foi registrado em Ijuí
Daniel Franco deixa o comando técnico do São Luiz
8° Edição da Expocelb é lançada em Coronel Barros
Novos ritos na Seplan aceleram processos em prol do desenvolvimento
PC apreende 4kg de Cocaína e 1kg de Crack durante abordagem a veículo
Inadimplência de consumidores do Demei ultrapassa R$ 12 milhões
Municipal de Futsal conhece seus campeões
Ijuí-RS
O tempo agora
23 de março de 2022

Ministro lança em Ijuí programa que prevê inserção no mercado e qualificação para o trabalho

Prefeitos das regiões da Amuplam e Amuceleiro estiveram na manhã de hoje(23) reunidos com o Ministro do Trabalho e Previdência Onyx Lorenzoni em Ijuí, durante encontro realizado em dependências do Cisa. Lorenzoni que é pré candidato ao governo do Estado, esteve em Ijuí para a apresentação do Programa Nacional do Serviço Civil Voluntário.

 

O Serviço Civil Voluntário é um programa criado pelo Governo Federal, por meio do Ministério do Trabalho e Previdência que abre espaço para prefeituras contratarem jovens de 18 aos 29 anos e pessoas acima dos 50 anos em regime de meio turno pagando uma bolsa que observa alguns critérios salariais e no contraturno possibilita que o segurado participe de cursos de qualificação profissional em parceria com o Sistema S.

Falando na Repórter, o Ministro disse que, por meio do sistema S, mais de 200 cursos de qualificação serão oferecidos para o público que denominou de “NEM-NEM”, nem trabalha, nem estuda. Disse que o programa é fundamental e constrói uma rampa de ascensão social para jovens e pessoas com idade superior a 50 anos, dando oportunidade para que estes possam gerar renda para suas famílias e no turno inverso façam a formação em qualificação profissional a ser escolhida com duração de dois anos por curso. “Ao final do processo teremos um cidadão com experiência de trabalho e formação profissional”, lembrou, ao reiterar que o programa prevê um subsídio de meio salário mínimo para meio turno de trabalho.

Onyx Lorenzoni disse ainda que nas cinco regiões do País onde o programa será implantado haverá uma premiação do Governo Federal, por meio do programa Portas Abertas , para os municípios que mais incluírem pessoas. A premiação, será um volume de recursos a ser destinado para o município pelo governo e que terá a aplicação livre. “No entanto, a aplicação do Programa Nacional do Serviço Civil Voluntário dependerá da disponibilização de recursos do município”, lembrou.

O ministro também discorreu sobre a empregabilidade formal do País no governo Bolsonaro pontuando que foram criadas 2.730.954 vagas de empregos em 2021, maior índice dos últimos 10 anos e neste ano a perspectiva, conforme dados do Caged que contabilizou 155 mil novas vagas em janeiro, é chegar a 1,5 milhão de vagas formais criadas no mercado de trabalho até o final do ano.

“No mercado formal as coisas vão muito bem neste governo, ao contrário do governo do PT que eliminou em seu período mais de 10 milhões de vagas. Nossa preocupação é tirar da informalidade pelo menos 40 milhões de brasileiros e estes programas tem o objetivo da progressão, ascensão social e da prosperidade dos trabalhadores e trabalhadoras do País”, concluiu.

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019