Ijuí/RS - Sexta-feira, 01 de Julho de 2022
Manchetes
Estado atinge número de 60 mortes por dengue
Busnello apresenta ante projeto que prevê parcelamento de dívidas dos usuários do Demei
Leoveral de Oliveira é reconduzido à presidência da Associação dos Aposentados de Ijuí
Finais do Futsal Municipal terão transmissão da Rádio Repórter
Conclusão de obras da Corsan possibilita asfaltamento de trecho da rua Jorge Leopoldo Weber
Mais de duas toneladas de alimentos impróprios para consumo são apreendidas em operação em Ijuí
Associação Cultural Canto de Luz define nova diretoria
Sindilojas realiza workshop sobre a Lei de Proteção de Dados
Educação, prevenção e Inclusão. Proerd encerra ciclo de palestras na Apae de Ijuí
Homem acusado de furto mão grande e que estava foragido é preso pela BM
Ijuí-RS
O tempo agora
4 de agosto de 2020

Marchezan confirma liberação de Porto Alegre para clássico Gre-Nal

O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, decidiu por manter a liberação para realização de partidas de futebol na cidade. Com isso, o clássico Gre-Nal, válido pela final do returno do Gauchão, nesta quarta-feira, às 21h30min, será na Arena do Grêmio.

 

Segundo Marchezan, a decisão, anunciada nesta segunda-feira, foi tomada no “clima” do compromisso selado entre a Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Inter e Grêmio em manter a campanha e seguir conscientizando a população da Capital no combate à Covid-19.

 

Profile photo, opens profile page on Twitter in a new tab Nelson Marchezan Jr

@marchezan_
A @OficialFGF, @Gremio e @SCInternacional confirmaram que continuarão em campanha para conscientizar a população de Porto Alegre sobre os perigos do coronavírus. É neste clima que está confirmado o Gre-Nal desta quarta-feira (05).

Prefeitura e Empresários não chegam a acordo sobre flexibilização

A reunião da Prefeitura de Porto Alegre com as entidades empresariais, realizada na tarde desta segunda-feira, terminou sem nenhuma definição. A proposta da Prefeitura é definir um calendário com a retomada inicial pela construção civil e indústria, setores que geram menor impacto direto na circulação de pessoas.

 

Após, outras atividades poderiam reabrir de forma escalonada semanalmente. A cada duas semanas de liberações, uma ficaria com todos os setores fechados. A semana parada serviria para evitar aumento de contaminação e um novo fechamento no futuro.

Fonte: Rádio Repórter - Correio do Povo
voltar
© Copyright 2019