Ijuí/RS - Sexta-feira, 01 de Julho de 2022
Manchetes
Estado atinge número de 60 mortes por dengue
Busnello apresenta ante projeto que prevê parcelamento de dívidas dos usuários do Demei
Leoveral de Oliveira é reconduzido à presidência da Associação dos Aposentados de Ijuí
Finais do Futsal Municipal terão transmissão da Rádio Repórter
Conclusão de obras da Corsan possibilita asfaltamento de trecho da rua Jorge Leopoldo Weber
Mais de duas toneladas de alimentos impróprios para consumo são apreendidas em operação em Ijuí
Associação Cultural Canto de Luz define nova diretoria
Sindilojas realiza workshop sobre a Lei de Proteção de Dados
Educação, prevenção e Inclusão. Proerd encerra ciclo de palestras na Apae de Ijuí
Homem acusado de furto mão grande e que estava foragido é preso pela BM
Ijuí-RS
O tempo agora
9 de outubro de 2019

Inter estuda nomes para o comando técnico de 2020

O Inter já começa a pensar no planejamento de 2020. Com o contrato do técnico Odair Hellmann encerrando ao fim do ano, a tendência, ao menos por ora, é de não haver renovação. Para uma eventual substituição, três nomes já são cogitados pela direção colorada nos bastidores. O atual técnico do Athletico-PR, Thiago Nunes, o comandante do Fortaleza, Rogério Ceni, e o treinador do Bahia, Roger Machado, estão na lista.

 

 

Um dos nomes preferidos da direção é um conhecido “carrasco” recente do Inter. Trata-se do técnico Tiago Nunes, campeão da Copa do Brasil com o Athletico-PR no Beira-Rio.

 

 

Também campeão da Sul-Americana, em 2018, o santa-mariense de 39 anos é considerado o técnico mais promissor do Brasil no momento. Justamente por isso, a direção do Inter entende que a contratação de Tiago seja complicada, especialmente pela forte concorrência de outros clubes.

 

 

O treinador ainda deve ouvir a proposta do Athletico-PR para a próxima temporada, além de outras tentativas de contratação. Tiago não deve permanecer no Athletico por conta do desgaste da relação com a diretoria e com o departamento de futebol. Seu contrato acaba no fim do ano.

 

 

O nome favorito entre a direção colorada é do ex-técnico do Grêmio, Roger Machado. No momento, Roger briga por vaga na Libertadores com o Bahia, e tem seus trabalhos recentes considerados positivos na avaliação geral. No entanto, a resistência ocorre justamente na questão de vestiário, visto como um ponto fraco do comandante. O vínculo dele com o Tricolor baiano vai até dezembro de 2020.

 

 

No entanto, o nome considerado mais viável é do técnico Rogério Ceni. Atualmente no Fortaleza, assinou contrato até o fim do ano, quando retornou ao comando do time onde é ídolo após a conquista da Copa do Nordeste e da Série B do Brasileirão.

 

 

Recentemente, Ceni teve uma passagem fracassada pelo Cruzeiro, na tentativa de tirar a equipe mineira da situação incômoda no Brasileirão. Ao enfrentar o Inter, pela Copa do Brasil, foi goleado em uma das melhores atuações coloradas no ano.

Fonte: Correio Do Povo
voltar
© Copyright 2019