Ijuí/RS - Sábado, 28 de Maio de 2022
Manchetes
São Luiz busca primeira vitória fora de casa na Série D neste sábado
Polícia Civil deflagra operação de combate a violência contra a Mulher
Capitão Stivanin avalia início do trabalho em Ijuí
SMMA inicia amanhã as ações que marcam o mês do meio ambiente
Campanha do agasalho segue em Ijuí com mais uma ação em praça pública
Chuva faz aumentar em 300% número de chamados para reparos em estradas do interior
Secretário Cláudio Souza assume presidência do Conseme
HCI atuará em benefício dos servidores da BM e da Modulada
Audiência virtual do TJ-RS é interrompida após homem aparecer sentado nu em vaso sanitário
BM cumpriu mandado de prisão no bairro São Paulo
Ijuí-RS
O tempo agora
7 de julho de 2020

Ijuí deve receber na próxima semana mais uma parcela de recursos do governo federal

O município de ljuí espera para o dia 15, a segunda parcela do auxílio federal concedido por conta da queda na arrecadação. O primeiro repasse foi de R$ 1.718.000,00, informou o secretário da Fazenda.

Segundo Irani Paulo Basso, o montante total por conta dessa ajuda deve superar os R$ 10 milhões. De todos os recursos previstos para compensar perdas, ljuí recebeu até agora pouco mais de R$ 6 milhões, dinheiro que deve equilibrar as contas do município, porém, exigindo rigoroso controle para fechar o último ano da atual administração dentro do planejamento.

Pela renovação de contrato com a Corsan, a prefeitura recebeu outros R$ 4 milhões, dinheiro que será investido em infraestrutura. O secretário ressaltou ainda o acréscimo de despesas em saúde por conta das ações de prevenção e combate ao coronavírus.

No entanto, entraram nos cofres municipais valores consideráveis: R$ 600 mil de emendas parlamentares dos deputados, Gérson Burmann, Pompeo de Matos e Jerônimo Göergen, R$ 180 mil dos Ministérios Público Federal e Estadual e pouco mais de R$ 400 mil da Câmara de Vereadores.

Do Ministério da Cidadania, chegou um recurso de R$ 946 mil para a Secretaria de Desenvolvimento Social, valor que será usado na compra de alimento para distribuição a população de baixa renda.

A projeção do secretário Irani Basso é de um deficit de 15% entre a receita orçada e recursos que irão chegar, obrigando a pasta da Fazenda a fazer uma economia de R$ 22 milhões para poder fechar as contas em dia. Outro fator de alívio previsto, são os valores de IPTU e taxa de coleta de lixo de maio, a serem pagos pelos contribuintes em dezembro, frisou o titular da pasta.

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019