Ijuí/RS - Sábado, 25 de Setembro de 2021
Manchetes
Brigada Militar de Jóia recebe viatura do 29ºBPM.
HCI realiza procedimento inédito para tratamento de nódulos na tireóide
Secretaria de Desenvolvimento Social registra mais de 500 pedidos por telhas
Prefeito de Joia mobiliza equipes para recuperar estradas danificadas pela chuva
Aposentados e Pensionistas tem expectativa de receber 14º salário em dezembro
Vereador Paulo Braga lamenta recorrência do descarte irregular de lixo
Semana do Trânsito em Ijuí teve palestra com a PRF para motoristas da prefeitura
Ijuí começa segunda-feira imunização a partir de 15 anos e antecipa amanhã segunda dose de vacinas
Em defesa dos cavalos, promotor diz que “Vida digna para nós cidadãos é não ver estes animais velhinhos, fraquinhos puxando peso que não podem suportar”
Secretários de educação da AMUPLAM se encontraram em Condor
Ijuí-RS
O tempo agora
28 de agosto de 2020

IBGE divulga que estimativas da população de Ijuí aumentou nos últimos anos

O IBGE divulgou hoje as estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros, com data de referência em 19 de julho de 2020.

Na região da Amuplam, cinco municípios registraram aumento na população, enquanto seis apresentaram redução, conforme a estimativa divulgada nesta manhã.

ljuí, Panambi, Condor, Coronel Barros e Joia tiveram acréscimo, enquanto as perdas de população foram registradas em Augusto Pestana, Ajuricaba, Pejuçara, Nova Ramada, Bozano e Catuípe.

Ijuí, pela estimativa atualizada alcançou a população de 83.764, 289 habitantes a mais. Panambi alcançou 44128; Condor somou mais 6, chegando a 6759; Coronel Barros acrescentou UM, tendo agora 2520 habitantes conforme os dados do Instituto. Joia teve aumento de SEIS, chegando a 8566 moradores.

Com reduções, de acordo com a estimativa, Augusto Pestana, com menos 59, tendo hoje 6602; Ajuricaba 6987, com 37 a menos; Pejuçara 3857 – 17 a menos; Nova Ramada 2218, com menos 24; Bozano 2111, com 12 habitantes a menos; e Catuípe 8701, perda de 73.

As estimativas de população publicadas anualmente são calculadas aplicando-se o método matemático desenvolvido, em 1972. Esse método utiliza como insumos básicos as populações obtidas das Projeções da População para o Brasil e as Unidades da Federação mais recentes, bem como o crescimento populacional de cada Município na última década, delineado pelas respectivas populações recenseadas nos dois últimos Censos Demográficos realizados.

Essas populações recenseadas, que servem de base para o cálculo da tendência de crescimento populacional dos Municípios, podem ser ajustadas de acordo com os dados da população adotados nas Projeções da População para o Brasil e as Unidades da Federação.

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019