Ijuí/RS - Segunda-feira, 25 de Maio de 2020
30 de outubro de 2019

Heitor evita falar em revanche do Inter diante do Athletico-PR

O Inter terá um reencontro importante, dessa vez pelo Brasileirão, no meio de semana. Pela primeira vez desde a derrota na final da Copa do Brasil, no mês passado, o Colorado enfrenta o Athletico-PR, agora em jogo válido pela 29ª rodada da competição.

 

 

De acordo com o lateral Heitor, não há clima de revanche para a partida, até por se tratar de competições diferentes. “Não tratamos assim. Infelizmente eles foram superiores na Copa do Brasil. É um jogo difícil, contra um adversário qualificado, mas não tem revanche”, asseguro

 

 

Heitor é um dos quatro titulares pendurados com dois cartões amarelos e que, por isso, correm risco de ficar fora do clássico Gre-Nal, domingo. Edenílson, Lindoso e Guilherme Parede são os outros três. O lateral disse que não pensa na possível suspensão. “Vou fazer o meu jogo, independente do cartão. Temos que pensar em um jogo de cada vez. Claro que vou cuidar com cartões bobos, mas se tiver que fazer falta e matar o contra-ataque vou fazer, é natural”, garantiu.

 

 

O lateral também frisou a importância do retorno de Rodrigo Moledo. Após um mês parado por lesão, ele deve retornar ao time diante do Athletico-PR. “Vai nos ajudar bastante. Ele vinha fazendo grandes jogos, já está acostumado. É um grande reforço que tem tudo para auxiliar a gente”, comemorou.

 

 

O jogador também teceu vários elogios a Zé Ricardo, definindo o novo treinador como um “cara muito simples”, cuja transparência ajuda bastante o elenco. Além disso, citou uma observação de posicionamento ao lateral. “Ele pediu para eu jogar por dentro em alguns momentos do jogo. É natural da posição ficar mais aberto, mas foi o que ele me passou”, frisou.

 

 

O duelo do Inter contra o Athletico-PR acontece nesta quinta-feira, às 21h30min, no Beira-Rio. Depois, enfrenta o Grêmio, no clássico Gre-Nal, domingo, às 18h, na Arena. No momento, o Colorado ocupa a 5ª colocação, com 45 pontos, 4 a menos que o São Paulo, primeira equipe dentro do G4.

Fonte: Correio Do Povo
voltar
© Copyright 2019