Ijuí/RS - Domingo, 07 de Agosto de 2022
Manchetes
3° suspeito de homicídio por tráfico de entorpecentes e mulher que estava foragida são presos pela Brigada Militar
29º BPM prende 2º suspeito de homicídio, por tráfico de entorpecentes em Ijuí
29º BPM prende homem por tráfico de entorpecentes em Ijuí
Prerrogativas da advocacia e lei do abuso de autoridade foi tema de evento na OAB de Ijuí
Festival do queijo e do vinho do Rotary tem todos os ingressos vendidos
Câmara inicia a implantação do Processo Legislativo Eletrônico
Igor Pavan é mais um contratado para defender o gol do São Luiz
HCI tem recursos garantidos pelo Ministério da Saúde para aquisição de novo Acelerador Linear
Médico oncologista de Ijuí participará de congresso europeu sobre diagnostico e tratamento do Câncer
Mulher é atingida com 12 golpes de faca em tentativa de feminicidio registrada em Ijuí
Ijuí-RS
O tempo agora
5 de julho de 2022

HCI se torna o mais completo Centro de Diagnóstico por Imagem na região

O dia 2 de julho é um marco em inovação e tecnologia para o Hospital de Caridade de Ijuí (HCI). A Ressonância Magnética de 3.0 Tesla, um dos equipamentos mais modernos e caros do País, representa um salto na qualidade do diagnóstico por imagem. Recém fabricado nos Estados Unidos, chegou de avião ao Brasil e já está devidamente instalada no Centro de Diagnóstico por Imagem do HCI.
Custando o equivalente a R$ 12 milhões, essa tecnologia está disponível somente nos melhores centros de diagnóstico no País. O equipamento de alto campo (3 Tesla)  e com 65 canais é capaz de fornecer imagens do corpo com qualidade superior aos atlas de anatomia humana, capaz de obter imagens em 3D com 0,1 mm de espessura de órgãos internos.
Proporcionará um alto detalhamento de pequenos nódulos e a sua relação com as estruturas adjacentes, sendo um marco importante na área de Oncologia. Será capaz de mostrar também com muita segurança a extensão de câncer para estruturas próximas, dando mais segurança ao cirurgião e qualidade no resultado dos procedimentos.
No diagnóstico de câncer de próstata, é um enorme avanço, pois o alto campo associado a bobinas de corpo inteiro e de superfície conseguem obter imagens com alta resolução da próstata e de estruturas adjacentes, sem qualquer método invasivo como ocorre em equipamentos mais antigos, proporcionando conforto e segurança aos pacientes.

Na área de neurorradiologia, esse equipamento é capaz de detectar a área salvável do cérebro em poucos minutos sem a necessidade de uso de contraste, um avanço enorme para salvar vidas e reduzir sequelas de AVC. Além disso, será capaz de produzir imagens de Tractografia de alta qualidade, ou seja, o trajeto dos neurônios no cérebro e sua relação anatômica com áreas doentes, capaz de mostrar possíveis áreas acometidas com  a fala, compreensão e motricidade.

“É o único equipamento da região capaz de realizar exames com apenas 3 decibéis de ruído (barulho), lembrando que em uma conversa normal é de 60 decibéis, uma redução de até 99% na pressão sonora. Com esse recurso, será possível realizar exames em crianças e recém nascidos sem a necessidade de anestesia geral ou sedação”, frisa o médico radiologista do HCI, André Frizon.

Na Cardiologia, irá demonstrar com alta qualidade imagens das coronárias e áreas de discinesias do músculo miocárdio, além do estudo das câmaras cardíacas. Softwares como o Brease Breast Spectroscopy também irão fornecer informações otimizada para mapear as informações bioquímicas do tecido mamário e de possíveis nódulos.

Na Ortopedia, será capaz de demonstrar com alta clareza estruturas anatômicas, músculos e tendões e facilitar o planejamento cirúrgico. Softwares como o Cartigram também são capazes de demonstrar mudanças sutis na cartilagem articular e propiciar o tratamento precoce de muitas doenças articulares, como a artrite reumatóide e doenças imunológicas.

O projeto da Ressonância Magnética no HCI foi possível com o empenho do, então deputado federal, Darcísio Perondi, que articulou a aquisição do equipamento junto ao Ministério da Saúde, em 2017. Em outubro passado, o presidente do HCI, Douglas Prestes Uggeri, acompanhado do coordenador de Relações Institucionais, Allan Fonseca, e do deputado estadual, Beto Fantinel (MDB), participaram de encontro com a secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann, na qual anunciou a destinação de R$ 1 milhão para a construção do local para abrigar o equipamento.

As obras, que contemplam uma área total de 600 metros quadrados, incluindo os espaços de apoio, estão em fase de finalização, com previsão de entrega em outubro, quando ocorre a inauguração oficial do equipamento com a presença da secretária Arita e demais autoridades e lideranças.

“O HCI está crescendo, na ampliação de seus serviços e de sua área de abrangência, oferecendo cada vez mais o melhor em tratamento para nossa população assistida. Esse é um motivo se muito orgulho para toda nossa comunidade, e também para a região que passa a contar com a tecnologia de um dos aparelhos mais modernos, caros e precisos do mundo, perto de casa, sem ter que se deslocar longas distâncias. Passamos a dispor de um Centro de Diagnóstico por Imagem ainda mais equipado e moderno”, comemora Uggeri.

Fonte: Assessoria de Imprensa/Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019