Ijuí/RS - Sexta-feira, 24 de Setembro de 2021
Manchetes
Secretários de educação da AMUPLAM se encontraram em Condor
Deputado Jerônimo Goergen deixará a Política
Homem com teste positivo para Coronavírus incorre em crime após descumprir isolamento
Panambi segue vacinação nesta sexta-feira contra covid-19
Prefeitura de Ijuí alerta a população sobre obras de esgotamento sanitário
Parecer do Cremers já embasou cerca de 384 decisões judiciais sobre pedidos de liberdade de presos por covid-19
Escola Miguel Burnier tem projeto em andamento para construção de mobiliário especial.
Serviço terceirizado: Corsan fará atualização de cadastro de seus usuários em Ijuí
De Cruz Alta para o Paraná: Dom Adelar Baruffi é nomeado Arcebispo de Cascavel
PRF apreende veículo com mais de 15 mil maços de cigarros em Cruz Alta
Ijuí-RS
O tempo agora
9 de setembro de 2021

Grupo Repórter teve acesso ao texto do Discurso de Bolsonaro no 7 de setembro em Brasília

Foto: BBC News

O Grupo Repórter que esteve representado em Brasília, teve acesso ao discurso do dia 7 de setembro do Presidente Jair Bolsonaro nas manifestações patrióticas realizadas na capital federal, Rio de Janeiro, São Paulo e todas as cidades do Brasil. No discurso o presidente afirmou não aceitar mais qualquer atrocidade pelo uso da força do poder com a sequência do que chamou de barbáries a população.

Conforme o que disse o Presidente da República alguns integrantes do Supremo Tribunal Federal perderam as condições mínimas de continuar dentro do tribunal.

O discurso seguiu com o Presidente conclamando a população brasileira para se juntar ao movimento por um Brasil melhor e o respeito as quatro linhas da constituição. ” É um comunicado, é um ultimato para todos que estão na Praça dos Três Poderes, inclusive eu, presidente da República. Para onde devemos ir, cada um de nós deve se curvar à nossa Constituição Federal. Nós temos essa obrigação. Se queremos paz e harmonia, devemos nos curvar à nossa Constituição”.

Leia na integra a transcrição do pronunciamento do presidente da República em Brasília

“Nós não mais aceitaremos que qualquer atrocidade usando a força do poder passe por cima da nossa Constituição. Não mais aceitaremos qualquer medida, qualquer ação ou qualquer certeza que venha de fora das 4 linhas da Constituição.

Nós também não podemos continuar aceitando que uma pessoa específica da região dos Três Poderes continue barbarizando a nossa população. Não podemos aceitar mais prisões políticas para o nosso Brasil. Ou o chefe desse Poder enquadra o seu ou esse Poder pode sofrer aquilo que nós não queremos. Porque nós valorizamos, reconhecemos e sabemos o valor de cada Poder da República.

Nós todos aqui na Praça dos Três Poderes juramos respeitar a nossa Constituição. Quem age fora dela, se enquadra ou pede para sair.

O Supremo Tribunal Federal perdeu as condições mínimas de continuar dentro daquele Tribunal. Nós todos aqui, sem exceção, somos aqueles que dirão para onde o Brasil deverá ir. Temos em nossa bandeira escrito “ordem e progresso”, é isso que queremos.

Não queremos ruptura, não queremos brigar com Poder nenhum, mas não podemos admitir que uma pessoa turve a nossa democracia. Não podemos admitir que uma pessoa coloque em risco a nossa liberdade. Eu jurei um dia, juntamente com Hamilton Mourão, vice-presidente do meu lado, juntamente com Braga Netto, ministro da Defesa, darmos a nossa vida pela pátria.

Todos vocês que porventura não fizeram esse juramento fizeram outro, também igualmente importante, dar a sua vida pela sua liberdade. A partir de hoje, uma nova história começa a ser escrita aqui no Brasil.

Peço a Deus mais que sabedoria, força e coragem para bem decidir. Não são fáceis as decisões. Não escolham o lado do conforto. Sempre estarei ao lado do povo brasileiro. Esse retrato que estamos tendo nesse dia não é de mim nem ninguém em cima desse carro de som. Esse retrato é de vocês.

É um comunicado, é um ultimato para todos que estão na Praça dos Três Poderes, inclusive eu, presidente da República. Para onde devemos ir, cada um de nós deve se curvar à nossa Constituição Federal. Nós temos essa obrigação. Se queremos paz e harmonia, devemos nos curvar à nossa Constituição.

Enquanto vocês estiverem comigo, eu estarei com vocês. Não importa, não importa quais obstáculos porventura tenhamos ao longo do nosso caminho. Cheguei aqui. Entendo por uma missão de Deus, e a Ele devo a minha 2ª vida. E devo também a condução dessa nação. Todos nós somos passageiros nessa Terra. Todos nós temos responsabilidades. Todos nós temos o dever de lutar para aquilo que se faça de melhor para cada um de nós.

Indo para o encerramento, peço que me ouçam hoje, por volta de 16h, lá na [avenida] Paulista. Como chefe do Executivo, seria mais fácil ficar em casa, mas como sempre disse ao longo de toda a minha vida de político, sempre estarei onde o povo estiver.

Vou a São Paulo e retorno. Amanhã estarei no Conselho da República, juntamente com ministros, juntamente com o presidente da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Federal. Com essa fotografia de vocês, mostrar para onde nós todos devemos ir. Acredito no Brasil. Acredito em vocês. E todos nós acreditamos em Deus. Muito obrigado a todos vocês. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos.”

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019