Ijuí/RS - Sábado, 22 de Fevereiro de 2020
20 de janeiro de 2020

Governo busca alternativas para ter os votos do MDB

Parte dos negociadores do Executivo já cogita a possibilidade de aumentar o espaço do MDB no governo Eduardo Leite (PSDB) como forma de convencer pelo menos uma fatia da bancada a rever as emendas que idealizou para alterar a proposta de emenda à Constituição (PEC) 285 e o projeto de lei (PL) 507.

 

E, ainda, para tentar fazer emedebistas mudarem sua posição sobre o projeto de lei complementar (PLC) 504. Os três projetos integram o pacote de reforma administrativa e previdenciária que o governo pretende começar a analisar em convocação extraordinária da Assembleia a partir de 27 de janeiro (as votações de fato deverão começar dia 28).

 

PEC altera 10 artigos da Constituição estadual, mexe em vantagens e no regime previdenciário. O PL 507 é o que muda o plano de carreira do magistério, e tem um substitutivo pronto do próprio Executivo também. O PLC 504 é o que estipula progressividade de alíquotas para servidores militares e o objetivo do governo é que siga o que foi aprovado para os civis em dezembro (alíquotas entre 7,5% e 22%).

 

 

A estratégia de aumento de espaço pode ser estendida a outras bancadas aliadas. No caso específico do MDB, entre os articuladores do Executivo há quem defenda o retorno temporário do secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, à bancada durante as votações, se isso puder significar mais um voto a favor do pacote.

Fonte: Correio Do Povo
voltar
© Copyright 2019