Ijuí/RS - Domingo, 07 de Agosto de 2022
Manchetes
3° suspeito de homicídio por tráfico de entorpecentes e mulher que estava foragida são presos pela Brigada Militar
29º BPM prende 2º suspeito de homicídio, por tráfico de entorpecentes em Ijuí
29º BPM prende homem por tráfico de entorpecentes em Ijuí
Prerrogativas da advocacia e lei do abuso de autoridade foi tema de evento na OAB de Ijuí
Festival do queijo e do vinho do Rotary tem todos os ingressos vendidos
Câmara inicia a implantação do Processo Legislativo Eletrônico
Igor Pavan é mais um contratado para defender o gol do São Luiz
HCI tem recursos garantidos pelo Ministério da Saúde para aquisição de novo Acelerador Linear
Médico oncologista de Ijuí participará de congresso europeu sobre diagnostico e tratamento do Câncer
Mulher é atingida com 12 golpes de faca em tentativa de feminicidio registrada em Ijuí
Ijuí-RS
O tempo agora
27 de julho de 2022

Gestão do Previjui reduziu em R$ 6 milhões o passivo atuarial

Em entrevista concedida na Repórter nesta semana,  o prefeito Andrei Cossetin discorreu sobre vários temas, mas chamou a atenção a notícia trazida pelo gestor municipal sobre a situação do passivo atuarial do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais de Ijuí,  o Previjui.

O prefeito fez questão de elogiar o trabalho de gestão da atual presidência do Previjui que vem atuando no sentido de cumprir os compromissos, especialmente no que tange a redução do passivo atuarial do órgão. ” Conseguimos fazer parar de crescer o rombo do passivo atuarial que existia, e para alem disso, reduzimos o valor de R$ 736 milhões para R$ 730 milhões”, pontuou o prefeito.

Segundo ele, o trabalho de reestudo das aposentadorias vem sendo feito com base num planejamento, cumprindo-se todos os pagamentos,  inclusive o das alíquotas levando a efeito o que está determinado em Decreto Municipal. Conforme o que disse no Fatorama Andrei Cossetin, da alíquota de 34%, 14% é pago pelo servidor e outros 16% pagos pelo Município. ” O problema do passivo atuarial precisa ser resolvido e conseguimos segurar este crescimento”, disse ao lembrar que a Administração já está fazendo readequações por que haverá impacto significativo nas contas a partir do incremento do valor da alíquota que passará de 34% para aproximadamente 42% em 2023.

” São recursos demandados para cumprir o que determina a legislação previdenciária do município e que deixam de ser investidos em obras, saúde,  educação,  troca de lâmpadas de iluminação pública”, observou o prefeito ao reafirmar que sua administração está trabalhando para que no futuro o déficit do passivo atuarial seja zerado.

“Nós precisamos fazer para evitar quebrar o município e para que continuemos pagando as aposentadorias. Estamos trabalhando para que outros gestores tenham a tranquilidade para fazer gestão e não se preocupar com o passivo atuarial do Previjui “, concluiu.

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019