Ijuí/RS - Sexta-feira, 01 de Julho de 2022
Manchetes
Estado atinge número de 60 mortes por dengue
Busnello apresenta ante projeto que prevê parcelamento de dívidas dos usuários do Demei
Leoveral de Oliveira é reconduzido à presidência da Associação dos Aposentados de Ijuí
Finais do Futsal Municipal terão transmissão da Rádio Repórter
Conclusão de obras da Corsan possibilita asfaltamento de trecho da rua Jorge Leopoldo Weber
Mais de duas toneladas de alimentos impróprios para consumo são apreendidas em operação em Ijuí
Associação Cultural Canto de Luz define nova diretoria
Sindilojas realiza workshop sobre a Lei de Proteção de Dados
Educação, prevenção e Inclusão. Proerd encerra ciclo de palestras na Apae de Ijuí
Homem acusado de furto mão grande e que estava foragido é preso pela BM
Ijuí-RS
O tempo agora
14 de junho de 2022

Faltam medicamentos na rede pública municipal. Nota da prefeitura explica os motivos

Na tarde dessa terça-feira(14) a prefeitura de Ijuí emitiu uma nota a população com a informação sobre a falta de medicamentos na rede pública municipal. Justifica a nota que tendo em vista o contexto epidemiológico e a alta procura pelos serviços de saúde devido aos sintomas respiratórios, assim como por medicamentos, alguns itens de nossa lista básica encontram-se em falta.

Dentre os medicamentos que estão em falta, estão AMOXICILINA suspensão 250mg/5Ml frasco 60mL – AMOXICILINA suspensão 250mg/5Ml frasco 150mL – AMBROXOL xarope 15mg/5mL frasco 100mL – AMBROXOL xarope 30mg/5mL frasco 100mL – PREDNISOLONA 15 mg/5ml frasco 60mL .

Conforme o que diz na nota assinada eletronicamente pela farmacêutica Aline Schneider da Central de Medicamentos da Secretaria Municipal de Saúde de Ijuí – Coordenação da Assistência Farmacêutica, para resolução deste quadro foi aberta cotação para aquisição direta, porém, devido ao atual cenário de falta de insumos e medicamentos, principalmente antibióticos no mercado, não houve fornecedores. “Estamos em contato com diversas empresas e laboratórios para buscarmos uma alternativa. Encaminhamos também, um novo pedido de licitação, considerando que devido ao exorbitante consumo, alguns itens atingiram a quantidade máxima estimada”, diz a nota.

A informação transmitida pela SMS destaca ainda que outros itens, dos quais ainda dispõe estoque, estão em um limite crítico e sem previsão de reabastecimento devido à escassez no mercado. São eles: – AMOXICILINA, CLAVULANATO DE POTÁSSIO 250 MG/62.5/ 5 ML frasco 100 ML – AMOXICILINA, CLAVULANATO DE POTÁSSIO 250 MG/62.5/ 5 ML frasco 75 ML

“Sinalizamos que a maioria destes itens tiveram aumento no custo unitário, e que estamos trabalhando para minimizar os impactos deste cenário e evitar o desabastecimento”, destacou em nota o poder público municipal.

 

 

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019