Estimativa do IBGE aponta encolhimento da população em municípios da região


O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou nesta semana os números referentes a estimativa populacional para 2021, levantamento realizado no mês de agosto. Na região de abrangência da agência local do IBGE a maioria dos municípios resultou com números que representam redução nos índices populacionais e isso está gerando contestações por parte das prefeituras junto ao instituto.

A chefe da agência do IBGE Elis Regina Alegranzi destacou em entrevista na Rádio Repórter que a estimativa não é uma pesquisa de campo, e sim um cálculo estatístico que tem por finalidade aferir o número de população para o Tribunal de Contas da União que usa esse dado para calcular o Fundo de Participação dos Municípios(FPM), que é o principal tributo que a União devolve aos municípios.

Esse levantamento é feito com base nos censos anteriores e um dos componentes importantes do cálculo é o vetor de crescimento que o município tem a partir desses números. Então, explicou Elis, esse resultado dos censos de 2000 e 2010 incidem até o próximo censo que deveria ter sido em 2020, mas que não aconteceu em função da pandemia.

Ela explicou que apesar da divulgação ser por município ela traz apenas uma estimativa,  sendo que, a maioria dos pequenos municípios da região tiveram redução. Porém a estimativa sempre é um balizador e não um número absoluto. “A contestação por parte dos municípios é um direito da prefeitura que pode ser gestionado quando há o entendimento que o número estimado da população não condiz com a realidade existente. Essas informações, quando comprovadas, podem e devem ser questionadas junto ao IBGE, há um procedimento padrão para isso”, lembrou

Elis Regina Alegranzi disse ainda que os valores do FPM repassados pela União não levam em conta o número absoluto, mas sim a faixa do fundo o que leva os municípios, apesar da redução da estimativa populacional não perderem recursos do Fundo de Participação.

Conforme os dados estimados pelo IBGE, o próximo censo demográfico a ser realizado em 2022 deve confirmar para Ijuí a população de 84.041 habitantes – 6% a mais do que o registrado no censo de 2010. Esse crescimento deverá se confirmar devido a fatores como a educação, saúde e mão de obra que atraem pessoas para o município.

,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.