Ijuí/RS - Terça-feira, 22 de Setembro de 2020
22 de maio de 2020

CRF RS faz alerta na Rádio Repórter sobre utilização da cloroquina

O uso da cloroquina, tema que divide opiniões, foi assunto de entrevista no Fatorama, com o vice presidente do Conselho Regional de Farmácia do Rio Grande do Sul.

Para Tarso Bortolini, o certo é seguir o caminho indicado pela ciência, pois o uso do medicamento não atende critérios científicos, faltam mais estudos. Relembrou que em 2016 com o evento do zika vírus, já se falava no uso da cloroquina, porém ainda sem um cunho político como ocorre atualmente.

Alertou que a formulação ou o derivado que é a hidroxicloroquina, tem efeito tóxico, podendo causar arritmia cardíaca e problemas de visão, dependendo da comorbidade de cada pessoa. A recomendação do Conselho Regional de Farmácia é de que qualquer medicamento deve ser usado de forma racional.

Disse que a farmácia é o ambiente propício para a realização dos testes rápidos para detecção de coronavírus, assim como os laboratórios particulares habilitados, que também podem fazer uma investigação mais criteriosa.

Embora a letalidade da Covid-19 seja baixa, a doença é perigosa, alertou Tarso Bortolini, salientando que a população deve confiar nos profissionais da saúde.

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019