Ijuí/RS - Segunda-feira, 25 de Maio de 2020
1 de outubro de 2019

Cortez elogia Renato:”Abriu as portas quando eu mais precisei”

O lateral Bruno Cortez foi o primeiro jogador do Grêmio a falar na semana mais importante para o Tricolor no ano. Na quarta-feira, às 21h30min, na Arena, o Tricolor enfrenta o Flamengo, pelo jogo de ida da semifinal da Libertadores. Próximo ao confronto, o jogador projetou o confronto e elogiou a equipe rival, evitando entrar em polêmicas.

Em 2013, Cortez foi treinado por Jorge Jesus no Benfica, na rápida passagem do lateral pelo futebol português.

Disse tratar-se de um excelente treinador e uma “pessoa maravilhosa”, mas não poupou elogios ao técnico Renato Portaluppi quando questionado para escolher entre os dois.

“Foi ele [Renato] quem abriu a porta para mim quando eu mais precisei. Por isso, fico com o Renato”, assegurou.

 

 

Cortez garantiu que o grupo todo está muito focado para a decisão, e que ninguém quer ficar de fora.

Destacou a força do grupo em casa e que, em jogos decisivos, como as partidas pela Libertadores, o grupo passa a sentir o clima já na chegada ao entorno da Arena.

“Todo mundo está se doando ao máximo, porque é uma semifinal. Vamos colocar o coração na ponta da chuteira para poder dar o melhor”, frisou.

 

 

O lateral do Grêmio elogiou o ataque do Flamengo, mas garantiu que, do lado do Tricolor, os jogadores do setor ofensivo são igualmente perigosos.

Disse tratar-se de um elenco vencedor e que, com a terceira semifinal de Libertadores consecutiva, valoriza ainda mais o trabalho de Renato. “Eles também vão ter que pensar em como parar nosso ataque”, resumiu.

 

 

Cortez também evitou entrar em polêmicas às vésperas da decisão. Questionado sobre as declarações de dirigentes nos bastidores, disse que o grupo de jogadores está focado apenas em jogar e entrar em campo.

“Não é um assunto para nós. Eles resolvem lá, entre eles. Nós somos bem pagos para correr e doar nosso sangue para conseguir o objetivo a favor do Grêmio”, resumiu.

Fonte: Correio Do Povo
voltar
© Copyright 2019