Ijuí/RS - Terça-feira, 05 de Julho de 2022
Manchetes
Prefeitos da região vão a Brasília pela compensação de valores devido a redução de impostos promovida pelo governo Federal
CNM aponta impacto imediato nas receitas municipais de R$ 73 milhões devido a redução do ICMS
Programa em parceria com a prefeitura busca selecionar famílias para receber crianças em suas casas
Óbito de número 300 por Covid-19 foi registrado em Ijuí
Daniel Franco deixa o comando técnico do São Luiz
8° Edição da Expocelb é lançada em Coronel Barros
Novos ritos na Seplan aceleram processos em prol do desenvolvimento
PC apreende 4kg de Cocaína e 1kg de Crack durante abordagem a veículo
Inadimplência de consumidores do Demei ultrapassa R$ 12 milhões
Municipal de Futsal conhece seus campeões
Ijuí-RS
O tempo agora
17 de março de 2022

Com Daniel Franco, São Luiz “vira a chave” por bom desempenho na série D

O São Luiz apresentou na manhã desta quinta-feira(17) o treinador que estará a frente do Rubro para a disputa da Série D do campeonato brasileiro. Daniel Franco que fez sua formação como treinador nas categorias de base do Internacional e que comandou o União Frederiquense na campanha do gauchão chega com a missão de conduzir o São Luiz para um acesso a série C, num momento denominado pelo vice de futebol do clube Marco Antonio Atkinson como “uma virada de chave” para os rumos do Rubro.

Daniel Franco, 50 anos é formado em educação física e tem licença A da CBF. Disse estar muito feliz em poder treinar o São Luiz e agradeceu a confiança da diretoria em seu nome para dar sequência ao trabalho lembrando ter sido sempre muito bem recebido em Ijuí quando por aqui passou.

Indagado, o treinador disse que sempre foi movido por desafios e vê em sua chegada ao São Luiz mais um para a sua carreira. Na mesma entrevista, Franco lembrou ter passado por muitos momentos no futebol a partir da carreira que construiu e mesmo depois de ter parado de jogar futebol aos 33 anos. Isso fez com que estudasse, se especializasse para entregar nos clubes por onde passou um bom trabalho e em Ijuí não seria diferente, reiterando seu desejo de contar com o apoio do staff mantido para a sequência do futebol no Rubro.

Sobre utilização de jogadores da base, algo que Paulo Henrique não fez, disse ser importante, no entanto acentuou que as oportunidades aparecerão a partir daquilo que for apresentado no dia a dia por que “pegar o atleta da base e lançar no profissional é arriscado, há necessidade de adaptação e entendimento para que o trabalho dê resultado. Jogar na base é uma coisa, competir no profissional é totalmente diferente”, destacou.

Em relação ao trabalho no São Luiz, reiterou ser um técnico disciplinado, que respeita o cronograma e que treina muito no dia a dia. Neste sentido enfatizou estar conversando com o gerente de futebol Delmar Blatt para, após concluídas as rescisões do gauchão, ver quais peças precisarão ser  buscadas no mercado para completar o grupo que deverá ter no máximo 26 jogadores. “A gente vai trabalhar com gestão de grupo e é fundamental o contato direto com os atletas que precisam confiar no que a gente passa. A oxigenação do grupo é importante por que o treinador é um vendedor de ideias e a partir disso, os atletas vão jogar de acordo com o que apresentarem nos treinos. É uma questão de meritocracia”, frisou.

Na apresentação do novo treinador, estiveram presentes integrantes da diretoria do São Luiz, dentre os quais o presidente Lauro Hass, o vice de futebol Marcos Atkinson e o gerente de futebol Delmar Blatt. O Rubro dá a largada para a preparação para a série D no dia 28 de março com a apresentação do grupo de jogadores.

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019