Ijuí/RS - Quarta-feira, 15 de Julho de 2020
19 de fevereiro de 2020

camisa 9 Em momento de contestação no Inter, Guerrero busca volta por cima na Colômbia

O Inter inicia às 21h30min desta quarta-feira (19), em Ibagué, na Colômbia, o confronto com o Deportes Tolima que vai definir seu futuro na Libertadores. Na briga pela vaga na fase de grupos, o Colorado entrará em campo com o objetivo de, caso não vença, pelo menos garantir um empate com gols para abrir vantagem para a partida de volta no Beira-Rio. Dentro deste cenário, cresce a importância de Paolo Guerrero voltar a balançar as redes.

 

 

Ídolo com tamanho continental, Guerrero tornou-se o principal assunto na imprensa colombiana e das entrevistas dos jogadores do Tolima antes do confronto com o Inter. Esse reconhecimento pelo histórico se contrapõe ao presente do centroavante. Após passar mais um Gre-Nal em branco, o peruano voltou a sofrer contestações em Porto Alegre. Em 2020, o camisa 9 tem apenas um gol, na vitória de 3 a 1 sobre o Pelotas.

— Vejo Guerrero muito distante daquele que terminou a temporada passada e marcou gols decisivos para colocar o Inter na Libertadores. Ele é seguramente o jogador que mais está devendo neste início de trabalho de Coudet. Verdade que D’Alessandro como companheiro de ataque não dá a velocidade esperada e que os laterais pouco contribuem ofensivamente, mas os maiores problemas de Guerrero parecem ser individuais — avalia o narrador da Rádio Gaúcha Marcelo De Bona.

 

As cobranças sobre Guerrero se somam ao desempenho no ano passado. Apesar de ter sido o artilheiro do Inter em 2019, ele ficou marcado por não ter aparecido nos momentos mais importantes da temporada, como na final da Copa do Brasil contra o Athletico-PR e os Gre-Nais que decidiram o Gauchão.

 

Fonte: Correio Do Povo
voltar
© Copyright 2019