Ijuí/RS - Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2022
Manchetes
Incêndio é registrado no aterro sanitário
Congresso Nacional retoma atividades dia 1º e Pompeo diz que foco será aprovação do 14º dos aposentados e pensionistas
Ijuí já passa de 1,5 mil casos de Covid-19. Jovens entre 20 e 39 anos são os mais infectados
Multa de R$ 5 mil: SMMA já sabe quem descartou clandestinamente lixo em via que recém havia sido limpa por servidores da prefeitura
São Luiz anuncia contratação de mais um lateral esquerdo
Mesmo com atendimentos em queda no final de semana, número de infectados com Covid só aumenta em Ijuí
CNH do RS é a mais cara da região Sul do País
Prefeito de Nova Ramada está em Porto Alegre para assinar convênio de acesso asfáltico
Prefeito Andrei Cossetin está de férias
Bozano é contemplado com recursos do Programa Ilumina RS
Ijuí-RS
O tempo agora
19 de fevereiro de 2020

camisa 9 Em momento de contestação no Inter, Guerrero busca volta por cima na Colômbia

O Inter inicia às 21h30min desta quarta-feira (19), em Ibagué, na Colômbia, o confronto com o Deportes Tolima que vai definir seu futuro na Libertadores. Na briga pela vaga na fase de grupos, o Colorado entrará em campo com o objetivo de, caso não vença, pelo menos garantir um empate com gols para abrir vantagem para a partida de volta no Beira-Rio. Dentro deste cenário, cresce a importância de Paolo Guerrero voltar a balançar as redes.

 

 

Ídolo com tamanho continental, Guerrero tornou-se o principal assunto na imprensa colombiana e das entrevistas dos jogadores do Tolima antes do confronto com o Inter. Esse reconhecimento pelo histórico se contrapõe ao presente do centroavante. Após passar mais um Gre-Nal em branco, o peruano voltou a sofrer contestações em Porto Alegre. Em 2020, o camisa 9 tem apenas um gol, na vitória de 3 a 1 sobre o Pelotas.

— Vejo Guerrero muito distante daquele que terminou a temporada passada e marcou gols decisivos para colocar o Inter na Libertadores. Ele é seguramente o jogador que mais está devendo neste início de trabalho de Coudet. Verdade que D’Alessandro como companheiro de ataque não dá a velocidade esperada e que os laterais pouco contribuem ofensivamente, mas os maiores problemas de Guerrero parecem ser individuais — avalia o narrador da Rádio Gaúcha Marcelo De Bona.

 

As cobranças sobre Guerrero se somam ao desempenho no ano passado. Apesar de ter sido o artilheiro do Inter em 2019, ele ficou marcado por não ter aparecido nos momentos mais importantes da temporada, como na final da Copa do Brasil contra o Athletico-PR e os Gre-Nais que decidiram o Gauchão.

 

Fonte: Correio Do Povo
voltar
© Copyright 2019