Ijuí/RS - Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021
Manchetes
Trabalho prisional na Modulada é case de sucesso a ser implantado em outras casas prisionais gaúchas
Assinado o contrato para obra de pavimentação asfáltica em Coronel Barros
Cronograma de imunização contra a Covid segue na Estação Cultura
“Não podemos encerrar essa linda história que a Expo Ijuí Fenadi tem”, diz presidente da UETI
Quase metade das escolas estaduais da região não tem candidatos a diretor. Eleição ocorre a partir de amanhã
Bazar Solidário do Bom Pastor arrecadou quase R$ 50 mil
Pelo menos 2 mil estudantes das redes Estadual e Municipal estão realizando a prova do Saeb
Defesa das universidades comunitárias será bandeira de Busnello a partir de hoje na Câmara
Ômicrom no Brasil? Brasileiro vindo da África, testa positivo para Coronavirus
Brigada prende 2 por furto de veículo em Catuípe
Ijuí-RS
O tempo agora
31 de outubro de 2021

Caminhoneiros estarão mobilizados no entroncamento rodoviário do Posto 44 a partir desta segunda 1º

Caminhoneiros de Ijuí e da Região devem se concentrar a partir das primeiras horas da manhã desta segunda-feira, dia 1º, junto ao Posto 44, entroncamento das ERSs 522 e 342 e também BR-285. A mobilização da categoria tem como pauta principal as reivindicações de redução do preço do óleo diesel e dos combustíveis como gasolina e gás de cozinha, melhorias no preço mínimo de frete e a aposentadoria especial para trabalhadores caminhoneiros celetistas e autônomos.

Em contato com o jornalismo da Repórter na noite deste domingo(31), o presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos Carlos Alberto Litti Damer, que também é vice-presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores de Transporte e Logística(FNTTL), disse que a categoria estará mobilizada não só em Ijuí, mas também em outros pontos da região.

“É importante que nossos companheiros compareçam no local de mobilização se somando aos que não aguentam mais a situação que está insustentável”.

Voltou a afirmar que não adianta parar o caminhão e ficar em casa e reiterou que “se não tivermos esta mobilização presente no piquete vai parecer que a vida está normal – o que não é verdade. Não pode parecer uma greve de pijama – buscamos além da mobilização, também a visibilidade ao movimento”, disse à reportagem da mais popular.

Ao falar que a greve a ser deflagrada nesta segunda-feira não é só dos caminhoneiros, Litti Damer destacou que a situação está ruim para todos aqueles que dependem do gás de cozinha, do combustível, do salário mínimo e de uma economia crescente. “A vida está ruim para todos e este é o momento de dar um grito de basta; e a sociedade precisa participar disso”.

Ao avaliar para o jornalismo da Repórter as proibições ao movimento, emitidas pela justiça em vários estados da federação, inclusive no Sul do Brasil, Litti Damer disse que isso evidencia a forma distinta que a democracia no Brasil está sendo tratada. Fez referência a mobilização do 7 de setembro chamada pelo Governo Federal, empresários e siglas politicas apoiadoras do atual governo, e que não teve nenhuma intervenção da Justiça.

“Naquela data, vimos posicionamentos autoritários e inclusive ameaçadores de fechamento do Congresso Nacional e do Superior Tribunal Federal(STF) e não houve nenhum interdito proibitório. Agora quando se faz outro movimento que reivindica melhorias para trabalhadores e a população brasileira, por que reduzir o preço de paridade internacional e a política de preços da Petrobras é defender o povo brasileiro, a justiça edita 34 interditos proibitórios. A mesma forma de democracia e manifestação teve zero intervenção da Justiça, então que democracia é esta onde só vale a minha democracia, as demais são ilegais; outras formas de pensar não permitidas na sociedade. Isto é profundamente lamentável”, criticou.

Para Litti Damer, a postura do Governo Federal, que buscou na justiça as liminares para impedir o movimento, reflete um poder central dominador e uma ideia de maioria que se tenta implementar sobre quem busca avanços para a sociedade.

 

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019