Ijuí/RS - Sábado, 28 de Maio de 2022
Manchetes
São Luiz busca primeira vitória fora de casa na Série D neste sábado
Polícia Civil deflagra operação de combate a violência contra a Mulher
Capitão Stivanin avalia início do trabalho em Ijuí
SMMA inicia amanhã as ações que marcam o mês do meio ambiente
Campanha do agasalho segue em Ijuí com mais uma ação em praça pública
Chuva faz aumentar em 300% número de chamados para reparos em estradas do interior
Secretário Cláudio Souza assume presidência do Conseme
HCI atuará em benefício dos servidores da BM e da Modulada
Audiência virtual do TJ-RS é interrompida após homem aparecer sentado nu em vaso sanitário
BM cumpriu mandado de prisão no bairro São Paulo
Ijuí-RS
O tempo agora
13 de janeiro de 2022

Caiu o número de homicídios no Rio Grande do Sul

O Rio Grande do Sul teve uma queda expressiva no número de homicídios em 2021 em comparação com o ano de 2020. Foram 1.561 vítimas de assassinato contra 1.811 em relação ao ano anterior, o que representa uma retração de 13,8%. Os dados foram apresentados pelo governo do estado na manhã desta quinta-feira (13). No último ano, 265 municípios não tiveram registro de assassinatos, o que representa 53% das cidades gaúchas.

Em contrapartida, o número de feminicídios, que são os crimes contra a mulher por questão de gênero, aumentou. Em 2021, 97 mulheres foram assassinadas. Já em 2020, foram 80, uma alta de 21%.

Segundo o governo do estado, entre as 97 mulheres assassinadas, apenas 10 tinham medida protetiva de urgência (MPU) – ou seja, praticamente a cada 10 vítimas, apenas uma estava sob o amparo da decisão judicial que obriga o afastamento do agressor.

O crime de latrocínio, roubo seguido de morte, também apresentou queda – de 13% em 2021. O número de casos passou de 69 para 60, o menor total desde que teve início a série de contabilização em 2002.

Entre os fatores que contribuem para o resultado, as autoridades apontam a alta resolutividade desse tipo crime, com rápida identificação e prisão dos autores em mais de 80% dos casos.

A redução no total do número de crimes contra a vida se deve, segundo o governo do estado, a implantação do programa RS Seguro em 2018, que tem como objetivo reforçar a estrutura da segurança com qualificação de profissionais e compra de materiais, entre outras ações.

Somados os homicídios, latrocínios e feminicídios, as quedas em sequência nas ocorrências do tipo desde 2018 alcançam a marca de 2.056 vidas preservadas no período.

Fonte: Governo RS/Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019