Ijuí/RS - Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021
Manchetes
Trabalho prisional na Modulada é case de sucesso a ser implantado em outras casas prisionais gaúchas
Assinado o contrato para obra de pavimentação asfáltica em Coronel Barros
Cronograma de imunização contra a Covid segue na Estação Cultura
“Não podemos encerrar essa linda história que a Expo Ijuí Fenadi tem”, diz presidente da UETI
Quase metade das escolas estaduais da região não tem candidatos a diretor. Eleição ocorre a partir de amanhã
Bazar Solidário do Bom Pastor arrecadou quase R$ 50 mil
Pelo menos 2 mil estudantes das redes Estadual e Municipal estão realizando a prova do Saeb
Defesa das universidades comunitárias será bandeira de Busnello a partir de hoje na Câmara
Ômicrom no Brasil? Brasileiro vindo da África, testa positivo para Coronavirus
Brigada prende 2 por furto de veículo em Catuípe
Ijuí-RS
O tempo agora
3 de junho de 2020

Brasil tem 1262 mortes por Covid-19 nas últimas 24h e volta a bater recorde diário

O Brasil voltou a bater recorde diário de mortes por Covid-19 nesta terça-feira. Com 1262 óbitos nas últimas 24h, o país chegou a 31.999 no total. Os números são do Ministério da Saúde.

 

Ainda conforme a pasta, São mais de 555 mil casos já confirmados de coronavírus no país. Apenas nesta terça-feira, foram quase 29 mil novos casos confirmados.

 

Outros 4312 mortes por síndrome respiratória aguda grave (Srag) aguardam diagnóstico. Mais de 223 mil pessoas já estão curadas da Covid-19 no país.

 

Opas alerta para “situação delicada” no Brasil por Covid-19

A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) disse nesta terça-feira (02) que o Brasil está passando por uma “situação delicada” devido à pandemia de Covid-19 e deve manter as medidas para controlar o avanço da doença.

 

“A situação no Brasil é delicada e estamos muito preocupados, porque o que vimos é um aumento de casos e mortalidade na última semana”, disse o diretor do Departamento de Doenças Transmissíveis e Determinantes Ambientais da Saúde da Opas, Marcos Espinal.

 

O Brasil, com mais de 526 mil diagnósticos positivos e quase 30 mil óbitos, é o segundo país do mundo com mais casos e o quarto com mais mortes. Com 210 milhões de habitantes, o Brasil deu respostas desencontradas à Covid-19, que teve a pandemia declarada em 11 de março pela OMS.

 

O presidente Jair Bolsonaro se opôs a paralisar a economia, mas estados e municípios, que têm prerrogativas para tomar decisões sobre questões de saúde, implementaram restrições em maior ou menor grau para impedir a propagação do vírus.

 

Espinal disse que a Opas vai continuar trabalhando com autoridades de todos os níveis para garantir os esforços para conter esta epidemia, minimizar o número de mortes e proteger a população. “As próximas semanas serão cruciais para o Brasil e (o resultado) dependerá de como o pacote de medidas será implementado no país”, afirmou.

Fonte: Rádio Repórter - Correio do Povo
voltar
© Copyright 2019