Ijuí/RS - Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2022
Manchetes
Incêndio é registrado no aterro sanitário
Congresso Nacional retoma atividades dia 1º e Pompeo diz que foco será aprovação do 14º dos aposentados e pensionistas
Ijuí já passa de 1,5 mil casos de Covid-19. Jovens entre 20 e 39 anos são os mais infectados
Multa de R$ 5 mil: SMMA já sabe quem descartou clandestinamente lixo em via que recém havia sido limpa por servidores da prefeitura
São Luiz anuncia contratação de mais um lateral esquerdo
Mesmo com atendimentos em queda no final de semana, número de infectados com Covid só aumenta em Ijuí
CNH do RS é a mais cara da região Sul do País
Prefeito de Nova Ramada está em Porto Alegre para assinar convênio de acesso asfáltico
Prefeito Andrei Cossetin está de férias
Bozano é contemplado com recursos do Programa Ilumina RS
Ijuí-RS
O tempo agora
30 de setembro de 2021

Balanço orçamentário mostra números dentro dos limites prudenciais no município

Com uma receita corrente liquida prevista para o ano de R$ 415 milhões 857 mil e 300 reais, o município de Ijuí já realizou 69,43% do previsto, um recurso de R$ 288 milhões 717 mil e 934 reais. Os dados integram o balanço orçamentário municipal apresentado em audiência púbica na Câmara de Vereadores e que tratou da Execução Orçamentária e Gestão Fiscal no período de janeiro a agosto deste ano.

No comparativo entre as receitas realizadas e as despesas empenhadas os valores ficaram próximos com R$ 257 milhões empenhados e R$ 288 milhões e 717 mil da receita prevista, realizados.

No que diz respeito a despesa bruta com pessoal (folha de pagamento), o que envolve os servidores ativos, inativos, pensionistas, contratos emergenciais e serviços terceirizados o valor atingiu a cifra de R$ 220 milhões 645 mil 190 reais. No período de janeiro a agosto foram pagos na folha bruta R$ 169 milhões 655 mil e 510 reais para os servidores ativos, R$ 46 milhões 570 mil e 288 reais para os inativos e pensionistas e outros R$ 4 milhões 419 mil e 391 reais para contratos emergenciais e prestadores de serviços terceirizados.

O balanço mostra que a Administração Municipal de Ijuí está dentro dos limites preconizados pela Lei de Responsabilidade Fiscal atingindo 42,73% do orçamento quando o limite prudencial para gastos com pessoal é de 51,3%. No legislativo o quadro também aponta gastos de 1,52% do orçamento com a folha que tem o limite prudencial de 5,7% da peça orçamentária. Em gastos totais com folha de pagamento a despesa consolidada é de 44,25% quando o limite prevê gastos de até 57% do previsto no orçamento total.

O Previjui também apresenta resultado positivo superior a R$ 8 milhões nestes oito primeiros meses do ano. Isto por que a receita do regime de previdência dos servidores públicos municipais chegou a R$ 37 milhões 795 mil e 625 reais e a despesa não passando dos R$ 29 milhões 488 mil e 673 reais no período. Outro dado relevante é o saldo disponível investido em aplicações financeiras do Previjuí que chegou a R$ 215.021.683,46 em agosto deste ano.

De uma forma geral o secretário da fazenda Serafim avaliou como positivos os números reiterando que mesmo em situação de pandemia o município vem conseguindo realizar o que está previsto em seu orçamento. Outro fator positivo, segundo ele, é o fato de os recursos federais e estaduais estarem sendo depositados dentro do prazo o que possibilita a execução do que foi projetado no orçamento municipal.

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019