Ijuí/RS - Terça-feira, 24 de Novembro de 2020
Manchetes
Ijuí atinge a marca dos 2.500 casos de covid-19
Comandante Geral vem a Ijuí nesta quarta-feira para receber duas novas viaturas para o Corpo de Bombeiros
Preso em Canoas terceiro assaltante do roubo cometido em Arroio das Antes
A AIPAN de Ijuí comemora sábado(27) 47 anos de fundação
Campanha de Vacinação contra a Pólio segue até 30 de novembro em Ijuí
Centro de Triagem Covid-19 registra recorde de atendimentos
Ministério da Saúde lança campanha de combate ao Aedes aegypti
Famurs considera necessários toques de recolher no interior do Estado
Reunião decide pela criação do Comitê Pró-Água Ijuí
Poder Executivo reúne presidentes de bairros para discutir Natal da Família Ijuiense
Ijuí-RS
O tempo agora
22 de outubro de 2020

Amuplam e 36ª CRE são taxativos: aulas presenciais não vão retornar, mesmo após decisão do governo do RS

Previstas para serem liberadas em 12 de novembro, as atividades presenciais dos anos iniciais do Ensino Fundamental no Rio Grande do Sul serão autorizadas a partir da próxima quarta-feira, dia 28 de outubro. A mesma data marcará a liberação do retorno das aulas dos anos finais do Ensino Fundamental.

 

A decisão foi tomada após debate do Gabinete de Crise nesta quinta-feira (22/10) e atende a demandas de alguns municípios, que já retomaram as aulas e, com rigorosos protocolos, planejam a retomada de todos os níveis. Um exemplo é Lajeado, que enviou o pedido à Secretaria de Articulação e Apoio aos Municípios (Saam), deliberado hoje pelo Gabinete de Crise.

 

Uma vez que os indicadores de propagação do coronavírus seguem em queda, o Gabinete de Crise optou por acatar o pedido e fazer a antecipação.

 

O calendário segue sendo uma liberação às aulas presenciais. Os pais e responsáveis que preferirem manter os filhos em casa, com ensino remoto, têm autonomia para fazê-lo.

 

Ouvidos pela redação da Rádio Reporter, o presidente da AMUPLAM, prefeito Eduardo Buzzatti e o Coordenador de Educação da 36ª CRE foram taxativos em dizer que os municípios de suas áreas de abrangência não retornarão com as aulas presenciais.

 

O Presidente da AMUPLAM disse que as 27 associações de municípios do estado que integram a Famurs seguem fechadas na posição do não retorno as aulas presenciais. Decisão ratificada na quarta-feira, 21, em assembleia da Federação do Municípios do RS, realizada por vídeo conferencia, que contou com a participação do governador do estado. No encontro virtual, Eduardo Leite mostrou-se irredutível em voltar atrás e suspender o decreto que prevê a volta as aulas, pleito apresentado pelos prefeitos.

 

Eduardo Buzzatti frisa que os municípios não irão fazer o transporte escolar, situação que inviabiliza o retorno. Também ressaltou que não adiantaria os municípios decidirem pelo retorno, se os pais não mandarem seus filhos para a escola, como já ficou constatado através de pesquisa feita pela entidade.

 

O Coordenador de Educação, Cláudio Souza, disse que a 36ª CRE segue com a mesma posição de não retornar, em respeito aos decretos municipais que impedem retorno das atividades presenciais nas escolas da rede estadual na região. Salientou que o prefeito é responsável pelo seu território, e os prefeitos da região ainda mantém em seus municípios decretos prevendo a impossibilidade dessa retomada das aulas.

Fonte: Redação Rádio Repórter/Governo RS
voltar
© Copyright 2019