Ijuí/RS - Quinta-feira, 16 de Setembro de 2021
Manchetes
Modelo instituído para trabalho de apenados na Modulada será apresentado na Assembleia Legislativa
Digitalização de 2 milhões de processos será concluída até início de 2022, diz Presidente do Conselho de Comunicações do TJ-RS
Caminhão com placas de Ijuí tomba em Santiago
Aumentou movimento de microempreendedores junto a Sala do Emprendedor
Famurs faz encontro com prefeitos e diz que nenhum município será extinto
SMS espera intenso movimento de jovens para vacinar contra a Covid-19
Coronel Barros suspende temporariamente aplicação da vacina AstraZeneca
Câmara de Vereadores terá sessão ordinária na terça-feira
HCI implanta núcleo de ensino e pesquisa clínica
BM prende no centro homem foragido da justiça
Ijuí-RS
O tempo agora
14 de dezembro de 2020

Alemã CureVac inicia última etapa de testes clínicos de vacina contra Covid-19

O laboratório alemão CureVac anunciou nesta segunda-feira o início da terceira e última fase dos testes clínicos em larga escala de sua vacina contra a Covid-19. “CureVac inicia a fase global 2b/3 de seus estudos clínicos necessários para a autorização de sua candidata a vacina”, anunciou a empresa farmacêutica com sede em Tübingen em um comunicado. “O primeiro voluntário já foi recrutado”, destacou o grupo, que utiliza, como as concorrentes BioNTech e Moderna, a tecnologia do RNA mensageiro para sua vacina.

 

O estudo acontecerá na Europa e América do Sul com mais de 35 mil participantes, afirmou a empresa. A segunda fase de testes clínicos começou no fim de setembro, com um estudo realizado no Peru e no Panamá com 690 voluntários. Os resultados dos testes de fase 2 devem ser publicados até o fim do ano.

 

A CureVac está atrás em relação à concorrente alemã BioNTech, aliada do grupo americano Pfizer, cuja vacina já foi autorizada no Canadá, Estados Unidos e Reino Unido. A empresa entrou na Bolsa eletrônica Nasdaq este ano e arrecadou 150 milhões de dólares para financiar a vacina. A Comissão Europeia reservou 225 milhões de doses desta vacina e pode encomendar outras 180 milhões “quando o laboratório demonstrar que a vacina é segura e eficaz”.

 

 

Fonte: Correio do Povo - Foto: CureVac / Divulgação / CP
voltar
© Copyright 2019