Ijuí/RS - Domingo, 20 de Junho de 2021
Manchetes
Estado recebe e distribui vacinas Coronavac nesta sexta-feira
SMED de Ijuí fez entrega de agasalhos a Secretaria de Desenvolvimento Social
Cerca de 30% da área da cultura de trigo na região de Ijuí já está implantada
Secretaria de Desenvolvimento Social de Ijuí e Gabinete da primeira dama realizam várias ações no município
Vereador Pompeo de Mattos avalia trabalhos no legislativo municipal e não descarta possibilidade de concorrer a deputado estadual
Presidente da AMUPLAM questiona modelo do sistema de ocupação hospitalar utilizado pelo estado durante a pandemia
Comitiva de Ijuí busca apoio da superintendência do DAER em Cruz Alta para revitalização da ERS 218
Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa está presente em 29 municípios da região de Ijuí
Ijuí registrou ontem 36 novos casos de covid-19
Casa familiar rural de Catuípe conclui semestre com aulas remotas
Ijuí-RS
O tempo agora
9 de junho de 2021

AIPAN acredita que baixa taxa de coleta seletiva em Ijuí se deve a falta de pacto entre população e poder público

A baixa taxa de coleta seletiva em Ijuí se deve a falta de um grande pacto entre a população e o poder público. Embora exista desde 2007, o programa carece de maior divulgação, avaliou a presidente da AIPAN- Associação Ijuiense de Proteção ao Ambiente Natural e coordenadora do Fórum da Agenda 21, professora Francesca Ferreira.

Ao invés de incentivar mais esta prática, a prefeitura prefere continuar mandando o lixo para outra cidade, a um custo alto que é bancado pelo contribuinte. É preciso um olhar diferenciado para as questões do meio ambiente, pensar mais além, cinco a dez anos a frente, sugeriu a entrevistada.

Comentou sobre práticas nocivas que ocorrem, não apenas na Amazônia, citando queimadas e desmatamentos também nesta região, além de poluição dos recursos hídricos. O uso desmedido de certos produtos químicos, poderia ser substituido com um pouco de conhecimento dos inimigos estratégicos das pragas presentes nas plantações.

Deixar de lado a ideia de lucro imediato e aprender a trabalhar em sintonia com a natureza é uma saída inteligente, pois diminuiria custos de produção e utilização excessiva de agrotóxicos, defendeu Francesca Ferreira.

Avaliou os primeiros meses da atual administração, afirmando que as mudanças ocorrem muito devagar, embora seja compreensível, pois é somente o início de um trabalho e a equipe ainda está tomando pé da situação, buscando conhecer os meandros de cada função administrativa, concluiu.

Fonte: Rádio Repórter
voltar
© Copyright 2019