Notícias > Região

06/03/2017
16:07

Otimismo com safra e insegurança no campo marcam abertura da Expodireto 2017

Feira de tecnologia agrícola, realizada em Não-Me-Toque, começou nesta segunda-feira e se estende até sexta

 

Diferentemente dos dois anos anteriores, quando a crise econômica conteve o otimismo do agronegócio, a Expodireto-Cotrijal 2017 foi aberta oficialmente nesta segunda-feira em clima positivo.

 

Os sinais de melhora da economia brasileira e a perspectiva de colheita de grãos recorde no Rio Grande do Sul fazem os expositores preverem faturamento de R$ 1,8 bilhão, 15% acima do ano passado.

 

— Tivemos uma crise econômica sem precedentes nos últimos dois anos. Agora é a hora da retomada, a hora de voltar a investir, ainda mais com essa supersafra que se aproxima

 

— disse Nei César Mânica, presidente da Expodireto.

 

Apesar da boa expectativa com a colheita de soja, Mânica frisou que é preciso também conter a euforia, por conta da queda do dólar e do consequente recuo da cotação da commodity.

 

Ainda durante a cerimônia de abertura da feira, que contou com a presença do governador José Ivo Sartori, o prefeito de Não-Me-Toque, Armando Roos, fez um apelo em relação à insegurança no campo:

 

— Em apenas dois dias, foram roubados 20 GPS em lavouras aqui da região — contou o prefeito, pedindo ações mais efetivas do Estado.

 

O governador reconheceu as dificuldades enfrentadas na área da segurança pública e citou ações voltadas ao setor — como a municipalização de câmeras de segurança e aumento do efetivo de policiais militares até a metade do ano.

 

Até sexta-feira, são esperadas mais de 200 mil pessoas no parque da Expodireto, que está na 18ª edição.

BUSCA NO SITE

Um valor é necessário.