Notícias > Inter

30/01/2017
06:02

Inter só empata com Veranópolis na estreia no Gauchão

A estreia do Inter no Gauchão diante do Veranópolis neste domingo confirmou o que os jogos-treinos da pré-temporada tinham mostrado: Antônio Carlos Zago vai ter trabalho para arrumar o time. Repetindo velhos problemas de 2016, o Colorado só empatou com o VEC por 1 a 1 em jogo marcado por  briga entre torcedores colorados na arquibancada do estádio Antônio David Farina. Rodrigo Dourado marcou o gol do Inter enquanto Keké igualou para os donos da casa.

 

O Inter volta a campo já na próxima quinta-feira, às 19h30min, para enfrentar o Brasil de Pelotas no Beira-Rio pela Primeira Liga. Pelo Gauchão, o próximo compromisso colorado é no sábado, 17h, diante do Novo Hamburgo, também em Porto Alegre.

 

 

Primeiro tempo de pouco futebol colorado e briga na arquibancada

 

O torcedor do Inter que esperava o primeiro jogo oficial de 2017 para começar a tentar esquecer o péssimo ano de 2016 ficou decepcionado com o primeiro tempo no estádio Antônio David Farina. O futebol apresentado pelo time de Antônio Carlos Zago repetiu os problemas da pré-temporada, quando não conseguiu vencer Inter de Lages e Tubarão em jogos-treinos. Fora do campo a coisa não foi melhor. Uma briga na arquibancada entre torcedores interrompeu a partida por 17 minutos.

 

Jogando em casa, o Veranópolis mostrou desde os primeiros minutos que não estava disposta a esperar o Inter. A equipe de Tiago Nunes iniciou fazendo pressão na saída de bola e obrigando o Inter a dar balão. Alguns erros foram cometidos pelos defensores, o que obrigou Danilo Fernandes a ser o principal nome do primeiro tempo.

 

Assim como 2016, Danilo Fernandes teve bastante trabalho. Aos 8, após um erro de D'Alessandro, o contra-ataque do Veranópolis pegou a defesa do Inter desarrumada e Jean Carlos teve a chance, mas Danilo Fernandes fez a defesa no um a um. Eduardo ainda apareceu para dar um bico na bola antes dela cruzar a linha de fundo.

 

Com o cronômetro passando dos 20 minutos, o árbitro Daniel Soder tomou a decisão de parar a partida por conta de uma briga na torcida do Inter. Com trocas de socos e arremessos de pedras, a Brigada Militar teve que entrar na arquibancada para separar os dois grupos que brigavam – alguns deles identificados com roupas de torcidas organizadas. Durante a paralisação, D'Alessandro e Ceará conversaram com os brigões para tentar parar a confusão. O argentino chegou a discutir fortemente com alguns deles. Não adiantou, apenas 17 minutos depois a vola voltou a rolar.

 

O jogo voltou no mesmo ritmo antes da parada. O Inter errava muito e o VEC aproveitava. Danilo Fernandes teve que aparecer mais duas vezes. Aos 45, Athos dominou livre na entrada da área e bateu cruzado para boa defesa do goleiro colorado. Oito minutos depois, Danilo foi no canto para defender o chute de longe de Mateus Santana.

 

O Inter teve sua primeira finalização somente aos 53 minutos de jogo. Dourado arrancou de trás, fez a tabela e serviu Diego, que deu o corte na marcação, mas bateu no meio para defesa de Reynaldo. Aos 55, a melhor chance colorada na primeira etapa. D'Alessandro bateu falta no segundo pau e Diego cabeceou para acertar a trave.

 

Melhor jogador de linha do Inter no primeiro tempo, Diego teve que deixar o jogo antes do intervalo. Após lançamento em profundidade, ele sofreu uma entrada forte de Reynaldo e não conseguiu voltar. O goleiro do Veranópolis levou apenas amarelo pelo lance, que havia sido parado por impedimento. Andrigo foi chamado para substituir Diego.

 

Segundo tempo começa com gols

 

Se o primeiro tempo teve chances, mas não teve gol, a bola balançou as redes cedo na segunda etapa. Logo aos 2 min, Rodrigo Dourado arrancou, tocou e apareceu na área para receber o cruzamento de Roberson e cabecear sem chances para Reynaldo. Era o Inter saindo na frente em Veranópolis.

 

A comemoração colorada, porém, não durou muito. Três minutos depois, o time subiu para uma jogada ensaiada de lateral, o Veranópolis fez a roubada e Athos lançou para Keké, que ganhou de Eduardo na velocidade e bateu na saída de Danilo Fernandes, 1 a 1.

 

Logo após os gols, os dois técnicos mexeram nos times. Primeiro, Tiago Nunes mandou Kayron para o lugar de Jean Carlos. No Inter, Zago sacou Aylon, de atuação apagada, para a entrada de Nico López.

 

Os gols logo no começo causaram uma falsa impressão de que a partida seria melhor no segundo tempo que no primeiro. Com o cronômetro passando, o jogo voltou a cair de ritmo. O VEC apostava nas jogadas de contra-ataque enquanto o Inter insistia nas subidas de Ceará pela direita e as jogadas de aproximação entre Nico López e D'Alessandro. Em uma delas, aos 26, D'Ale tocou para Andrigo após tabela com o uruguaio, mas o chute do meia colorado foi desviado. A bola tinha endereço certo.

 

Nico entra bem, mas Inter não consegue a vitória

 

Foi com D'Alessandro e Nico López que o Inter chegou novamente aos 38. O argentino arrancou tocou para o uruguaio, que devolveu, mas o chute do camisa 10 passou ao lado da trave esquerda de Reynaldo em um lance que arrancou o “uh” da torcida colorada.

 

Nico López voltou a aparecer bem nos minutos finais. Aos 44, ele tocou por cima de Reynaldo uma bola que chegava em Andrigo, mas Vinícius apareceu para afastar. No minuto seguinte, o uruguaio cortou a marcação e bateu colocado, mas Reynaldo fez uma grande defesa para manter o 1 a 1, placar final da partida.

 

Campeonato Gaúcho – 1ª rodada

Veranópolis - 1

Reynaldo: Vinicius Bovi, Zé Roberto, Jadson e Murilo; Jonatas Lima, Mateus Santana, Athos (Willian Favoni), Eduardinho e Jean Carlos (Kayron); Keké (Rafael Mineiro). Técnico: Tiago Nunes.

 

Inter - 1

Danilo Fernandes; Ceará, Eduardo, Ernando e Uendel; Rodrigo Dourado, Fernando Bob, D'Alessandro e Diego (Andrigo); Aylon (Nico López) e Roberton. Técnico: Antônio Carlos Zago.

 

Gols: Keké (5min/2ºT); Rodrigo Dourado (2min/2ºT)

Cartões amarelos: Reynaldo; Ceará (INT)

Árbitro: Daniel Soder, auxiliado por José Eduardo Calza e André da Silva Bitencourt

Local: estádio Antônio David Farina, em Veranópolis.


Fonte: Correio do Povo

BUSCA NO SITE

Um valor é necessário.