Notícias > Saúde

17/01/2017
05:40

Secretaria de Saúde descarta óbito por dengue, malária e febre amarela

A suspeita de o óbito do jovem Cristian Alexandre Isbrecht ter ocorrido em conseqüência da contração de doenças como dengue, febre amarela ou malária foi descartada pela Secretaria Municipal de Saúde de Ijuí. A informação é da coordenadora do Programa de Imunizações, Andreia Amorim. “Agora estão sendo pesquisadas outras suspeitas como leptospirose e hantavírus”, diz.

 

De acordo com a coordenadora, o material coletado para investigar as causas que levaram à internação e posteriormente ao óbito do jovem, fora encaminhado com urgência, pela enfermeira da Epidemiologia Ana Dalla Nora, para Porto Alegre, onde a análise foi realizada em conjunto com a Secretaria Estadual de Saúde.

 

“Já no sábado, tínhamos o resultado do exame, com resultado negativo para as primeiras hipóteses”, pontua Andreia apontando para a celeridade do serviço da Secretaria de Ijuí, na tentativa de obter o resultado do exame o mais rapidamente possível. “Infelizmente o jovem veio a óbito ainda no sábado”, lamenta.

 

A suspeita é de que o rapaz tenha contraído a doença fora de Ijuí. Isso porque, segundo Andreia, ele teria visitado a família, provavelmente no Norte do Paraná, próximo da divisa com o estado de Mato Grosso do Sul. “Pelo período em que a doença se desenvolveu, a probabilidade é de que a doença tenha sido contraída fora de Ijuí”, reitera.

 

Cristian Alexandre Isbrecht tinha 26 anos e era estudante o último ano do curso de Teologia da Faculdade Batista Pioneira. Foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo do  Hospital de Caridade de Ijuí (HCI), onde veio a falecer, no sábado.

 

 


BUSCA NO SITE

Um valor é necessário.