Notícias > Inter

13/12/2016
05:19

“Inter vai ter que fazer uma cirurgia profunda”, diz Medeiros

O novo presidente do Inter, Marcelo Medeiros, afirmou que o rebaixamento para a segunda divisão levará a nova direção a fazer muitas mudanças no clube. O início, segundo ele, vem com o anúncio de Antonio Carlos Zago como treinador. Junto com o técnico, a direção começará o planejamento da montagem do elenco para 2017.

 

“O Inter vai ter que fazer uma cirurgia profunda e o primeiro passo foi dado hoje. A montagem do elenco começa com a chegada do Zago”, afirmou o dirigente, que disse que o rebaixamento se deu por uma série de erros cometidos em 2016.

 

“Não é um jogo que faz o clube ir para Série a B. É um somatório de erros e equívocos que nos trouxeram a essa situação. É um momento muito triste, de dor. Mas é um momento de fazer uma reflexão do porque chegamos até aqui”, finalizou.

 

Sobre a escolha do nome de Antônio Carlos Zago, Marcelo Medeiros destacou que o treinador é um estudioso de futebol. “Ele estudou pra chegar na função de treinador, foi bem no Juventude. Fez estágios em grandes equipes. Ele vai ao encontro do que a gente pensa sobre modernidade, treinamento e liderança”, analisou o novo presidente do clube.

 

Embora surjam informações da Argentina dando conta de que D'Alessandro está se despedindo do River Plate, Marcelo Medeiros tratou com cautela a volta do meio ao Beira-Rio. O novo presidente disse ter interesse no retorno do argentino, mas ressaltou que esse tema será tratado pelo departamento de futebol.

 

“O D'Alessandro tem contrato conosco. O tratamento dado é de ídolo, mas está sendo trabalhado pelos profissionais do clube. Nesse momento se deve respeitar os profissionais de cada área, dar espaço para o trabalho e o nosso papel é dar esse respaldo”, finalizou.


Fonte: Correio do Povo

BUSCA NO SITE

Um valor é necessário.