Notícias > Dupla Grenal

09/08/2015
21:12

Grêmio massacra o Inter na Arena e assume a 3ª colocação no Brasileirão

Foto: CP / Reprodução

Um massacre. Chocolate. Histórico. Escolha qualquer adjetivo, pois os 5 a 0 que o Grêmio aplicou no Inter na tarde deste domingo no clássico 407 haverá de ser lembrado por anos, afinal a goleada na 17ª rodada do Brasileirão foi a maior do Grêmio em 103 anos. 

 

Com o resultado, os comandados de Roger Machado chegaram à terceira colocação, com 30 pontos, e tentam manter o embalo na quinta-feira, contra o Atlético-MG, em Minas. Já o time colorado é o 12º com 21 pontos e junta os cacos para enfrentar o Fluminense na quarta-feira, no Beira-Rio.

 

Grêmio domina as ações ofensivas, perde pênalti e marca dois

 

O Grêmio dominou o primeiro tempo inteiro, criou oportunidades, e até perdeu um pênalti, mas saiu vitorioso com gols de Giuliano e Luan. Desde a primeira vez que a bola rolou, o Tricolor controlou a partida. Logo a cinco minutos, Giuliano cruzou da direita, de dentro da grande área, e Luan concluiu, mas a bola saiu pela linha de fundo próximo do poste esquerdo de Alisson.

 

Cinco minutos depois, Pedro Rocha chutou de dentro da área, Alisson espalmou, Giuliano ficou com a bola e foi tocado pelo goleiro do Inter. Dewson Freitas não teve dúvidas e marcou a penalidade. Na cobrança, Douglas chutou para o lado direito de Alisson, mas a bola saiu longe do poste do Inter.

 

Mesmo com a chance perdida, o Grêmio seguiu insistindo e quase fez aos 14. Após escanteio da direita de ataque, Pedro Rocha aproveitou rebote e chutou por cima da meta de Alisson. Após o lance, o Colorado conseguiu encaixar a marcação e passou a dificultar a criação das jogadas de ataque. Aos 32, Anderson cobrou escanteio da direita e Juan cabeceou sobre a meta de Marcelo Grohe.

 

Aí o Inter até esboçava algum equilíbrio, mas dois minutos depois, Giuliano abriu o placar. O meia pegou rebote após cobrança de escanteio e chutou forte, a bola bateu na parte interna do poste direito e foi parar no fundo das redes. Estava aberta a porteira. Aos 37, Wellington invadiu a área e bateu rasteiro, num suspiro de reação vermelha. Grohe saltou e fez a defesa. 

 

Suspiro, porque logo depois Erazo roubou a bola de Lisandro López no campo defensivo e lançou Luan, livre. O meia avançou e, próximo a linha da grande área, chutou no canto inferior direito de Alisson, que saltou, mas não chegou na bola. Em seguida, o Inter tentou algo, porém parou em Grohe outra vez: Valdívia cobrou escanteio da direita de ataque, Juan subiu mais alto que a defesa e cabeceou no canto direito, mas o goleiro saltou e fez uma defesa segura.

 

Mudanças e mais três gols

 

Para a segunda etapa, Odair Hellmann retirou Anderson e colocou Alex. Porém, a alteração não surtiu efeito. Principalmente, após o terceiro gol do Grêmio, que ocorreu aos três minutos. Edinho chutou de fora da área, a bola bate na zaga e sobra para Pedro Rocha. O atacante chuta rasteiro, Alisson espalma e Luan empurra para o fundo das redes. 

 

Tentando evitar a humilhação, o Inter procurou criar chances e quase marcou aos 15. Nilton, que entrou na vaga de Lisandro López, lançou Alex dentro da área. O meia ajeitou e bateu forte, a bola explodiu no poste direito e foi afastada pela defesa. A falta de pontaria ainda custou caro. Aos 30, Maicon fez o lançamento para Fernandinho, nas costas da defesa do Inter. A defesa colorada reclamou de impedimento, mas o atacante avançou em velocidade, driblou Alisson e chutou. Réver ainda tentou afastar, mas a bola bateu no pé do zagueiro, subiu e foi parar no fundo das redes, 4 a 0. 

 

E coube mais: Fernandinho recebeu lançamento pela direita aos 38, invadiu a área e cruzou. Réver colocou o pé na bola que tinha como destino o centroavante Bobô e Alisson não conseguiu fazer a defesa. Não perca as contas: o Grêmio venceu por 5 a 0.

 

Brasileirão 2015 - 17ª rodada 

 

Grêmio 5
Marcelo Grohe; Galhardo, Geromel, Erazo e Marcelo Oliveira; Edinho, Maicon, Giuliano, Douglas e Luan; Pedro Rocha (Fernandinho). Técnico: Roger Machado.


 

Inter 0
Alisson; William, Réver, Juan e Ernando; Rodrigo Dourado, Wellington, Sasha, Anderson (Alex) e Valdívia; Lisandro Lopez (Nilton). Técnico: Odair Hellmann


 

Gols: Giuliano (34min/1ºT), Luan (42min/1ºT e 3min/2°T), Fernandinho (30 min/2ºT) e Réver (contra – 38 min/2ºT)
Cartões amarelos: Rodrigo Dourado, Alisson e Eduardo Sasha (I) e Edinho (G).
Público na Arena: 46.010
Renda: R$1.745.584,00
Árbitro: Dewson Freitas (Fifa - PA)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa – SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa – SP)


Fonte: CP

BUSCA NO SITE

Um valor é necessário.