Notícias > Região

15/07/2015
15:44

Ceriluz começa a operar sua nova subestação

Foto: Portal Ceriluz / Divulgação

A Ceriluz pôs em operação efetiva a sua nova subestação, a Subestação da Eletrosul, Ceriluz 02, localizada em São Jacó, no município de Santo Augusto. A mais recente estrutura de distribuição de energia foi energizada no dia 01 de julho e passou por ajustes na última semana.

 

No entanto, desde a data inicial, um expressivo número de associados já vem recebendo energia diretamente desta subestação, qualificando e ampliando a capacidade de fornecimento naquela região. Com uma potência de 10 Megavolt-ampére, a subestação beneficiará diretamente moradores de Santo Augusto, Chiapetta, Nova Ramada e Inhacorá, além de outros municípios próximos, totalizando mais de duas mil famílias.

 

O projeto completo inclui um novo alimentador que beneficiará principalmente a região de Esquina Umbú, interior de Nova Ramada, onde atualmente há uma demanda crescente por projetos de irrigação por pivôs centrais. Outro alimentador será construído no decorrer do segundo semestre na direção de Inhacorá e Chiapetta, onde irá abastecer um grupo de consumidores que até então recebia energia trazida da Subestação Ceriluz 01, de Ijuí.

 

A SE Ceriluz 02 traz mais segurança para os associados, que a partir de agora poderão ampliar seus investimentos considerando a capacidade instalada da nova estrutura. Ela possui duas opções de conexão, o que possibilita manobras e um menor tempo sem energia no caso de problemas no abastecimento por parte da RGE, fornecedora da Ceriluz no local.

 

A subestação é alimentada por uma linha de transmissão de 69 mil volts e tem a opção de energização por dois lados: pela Subestação Ijuí 02  ou pela linha originária, em Guarita.

 

Se ocorrer problema em um lado da linha, existe a possibilidade da RGE manobrar e energizar pelo outro, explica Bráulio Schussler, eletrotécnico responsável pela implantação da subestação. Outro diferencial é que, até então, a Cooperativa estava conectada á concessionária em uma rede de 23 mil volts, onde as intercorrências são muito mais comuns do que em linhas de 69 mil volts.


Fonte: Redação

BUSCA NO SITE

Um valor é necessário.