Notícias > Geral

11/07/2019
13:00

Pouco inspirado, Inter perde para o Palmeiras por 1 a 0

Equipe paulista aproveitou falha de marcação para largar na frente nas quartas de final da Copa do Brasil

Sem fazer boa partida, Inter perde para o Palmeiras | Foto: Ricardo Duarte / Inter

Tal como na partida do Campeonato Brasileiro, o Inter caiu na armadilha do Palmeiras, no Allianz Parque. Num jogo truncado, a equipe colorada sofreu o gol cedo e, mesmo tendo mais posse, não teve forças para superar o bloqueio do rival. Volta de São Paulo com derrota de 1 a 0 e desvantagem no confronto das quartas de final da Copa do Brasil. 

 

As duas equipes voltam a se enfrentar na quarta-feira que vem, no Beira-Rio. Para se classificar, o Colorado precisará de uma vitória por dois gols de diferença – se vencer por um, força a decisão nos pênaltis. Os paulistas avançam com qualquer empate. Antes disso, os dois voltam para o Brasileirão. Enquanto o Inter encara o Athletico, em Curitiba, o Palmeiras tem clássico contra o São Paulo, no Morumbi. 

 

Em jogo truncado, vantagem para o Palmeiras

 

O Inter entrou no campo do Allianz Parque com a proposta de segurar o Palmeiras. O técnico Odair Hellmann optou por deixar D'Alessandro no banco para a entrada de Patrick na equipe titular. Acabou perdendo o meio-campo e tendo dificuldades para o adversário. 

 

As duas equipes fizeram uma etapa inicial bastante truncada. E, neste estilo de jogo, os donos da casa levaram a melhor, abrindo o placar aos 19 minutos depois de a bola ter sobrado para Bruno Henrique na direita. Ele cruzou e aproveitou a falha de marcação da defesa colorada. Zé Rafael, livre, desviou e correu para o abraço. 

 

A reação do Inter foi rápida e, na única conclusão ao gol que teve, Nico López testou os reflexos do goleiro Weverton aos 22. O jogo, então, passou a ficar mais truncado, com execesso de faltas na meia-cancha – foram 25 ao todo no primeiro tempo – e poucas conclusões para os dois lados. 

 

Aos 42, a torcida palmeirense soltou um grande “uh” das arquibancas, quando, após cobrança de falta de Bruno Henrique, Dudu pegou de primeira e muito forte de fora da área. Passou perto, mas ficou nisso o primeiro tempo. 

 

Tímida (e insuficiente) reação

 

Odair tentou corrigir o problema do meio já no intervalo, promovendo a entrada de D'Alessandro na vaga de Nonato. E já nos minutos seguintes a tônica da partida mudou, com o Inter tendo um pouco de mais posse e ficando mais perto da área adversária. O problema é que os colorados não conseguiam a conclusão e deixaram espaços para a que os donos da casa chegassem com força no contragolpe. Nisso, Dudu teve dois chutes fortes – e para fora – nos dez primeiros minutos. 

 

E, nessa batida, o Inter descolou o seu primeiro chute do segundo tempo somente aos 22. Após cruzamento de Uendel, a bola sobrou para Nico López, de costas para o gol. Ele conseguiu virar, mas mandou fraco e fácil para Weverton fazer a defesa. O uruguaio, que era quem mais arriscava, acabou sendo substituído logo depois por Rafael Sobis. 

 

O Palmeiras, aos 34, quase fez o segundo em uma bonita jogada de ataque que só não foi perfeita porque Bruno conseguiu esticar o pé para brecar a conclusão de Bruno Henrique quase na pequena área do Inter. Do outro lado, a principal esperança de gols do Inter, Guerrero seguiu bem marcado e pouco acionado até ser substituído por Guilherme Parede, aos 47 do segundo tempo, quando já não havia tempo para mais nada. 

 

Copa do Brasil 2019 - quartas de final

 

Palmeiras 1
Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Thiago Santos), Bruno Henrique e Lucas Lima (Raphael Veiga); Dudu (Willian), Zé Rafael e Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

 

Inter 0 
Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson e Nonato (D’Alessandro); Nico López (Rafael Sobis), Patrick e Paolo Guerrero (Guilherme Parede). Técnico: Odair Hellmann.

 

Gols: Zé Rafael, aos 19'/1T (P)
Cartões amarelos: Cuesta, Moledo e Rafael Sobis (I), Luan e Felipe Melo (P)
Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio, auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (trio goiano).
Local: Allianz Parque, em São Paulo.

 


Fonte: Correio do Povo

BUSCA NO SITE

Um valor é necessário.

Tel: (55) 3332-7744