Notícias >

11/07/2018
07:15

Investigado no caso Marielle é denunciado por outro assassinato

Segundo Ministério Público do Rio, ele teria mandado matar assessor do vereador Marcello Siciliano

O ex-policial militar Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando Curicica, investigado por suposta ligação com o assassinato da vereadora Marielle Franco, foi denunciado nesta terça-feira como mandante de outro crime.

 

 

Segundo o Ministério Público do Rio, ele mandou matar Carlos Alexandre Pereira Maria, o Alexandre Cabeça, assessor informal do vereador Marcello Siciliano (PHS).

 

 

 

O parlamentar também foi apontado por uma testemunha como envolvido na morte de Marielle.

 

 

Alexandre Cabeça foi morto na noite de 8 de abril, 25 dias após a morte de Marielle, na Estrada do Curumau, na Taquara, zona oeste do Rio.

 

 

 

• Morte de Marielle e Anderson completa 100 dias

 

 

A denúncia que acusa Curicica pelo crime foi apresentada pela 23ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal da 1ª Central de Inquéritos e é baseada em relato feito pelo acusado Ruy Ribeiro Bastos, que confessou o assassinato de Alexandre e fez acordo de delação premiada.

 

Ele contou que a ordem do assassinato partiu de Curicica, quando ele ainda estava no presídio Bandeira Stampa, em Bangu (zona oeste), antes de ser transferido para a penitenciária federal de Mossoró-RN.

 


Fonte: CORREIO DO POVO

Notícias Relacionadas

BUSCA NO SITE

Um valor é necessário.