Notícias > Geral

03/07/2018
13:54

Busnello pede mais ação do Executivo

Crédito: Reprodução/Internet

Com artilharia pesada, outro vereador esteve no Fatorama, disparando contra a administração municipal. Com planilhas mostrando os custos para manter parte da máquina pública, César Busnello, fez comparações de quanto o Executivo gasta para manter dez secretários adjuntos e quais os valores aplicados em infraestrutura dos bairros.

 

Segundo ele, nesses 18 meses do governo Valdir Heck, foram gastos com os adjuntos, R$ 1.140.000,00, enquanto os bairros receberam no mesmo período, investimentos de apenas R$ 657 mil, conforme o levantamento retirado do portal de transparência.

 

É pouco investimento para uma cidade como Ijuí, considerando que existem problemas crônicos e antigos que não são resolvidos. Busnello insistiu em que é preciso mais ação e menos conversa da administração, lembrando que muita gente que poderia estar consultando aqui, está sendo mandada para cidades de menor porte, pois determinadas especialidades não são conveniadas.

 

O vereador denunciou também, algo que ele disse ser inadmissível: quatro processos judiciais movidos por integrantes da banda municipal contra a prefeitura, devido a horas extras. O valor a ser desembolsado é de R$ 300 mil, dinheiro que sairá da conta do contribuinte, lembrou César Busnello, salientando que a falha ocorreu ainda na gestão de Ballin e Bira.

 

Por fim, Busnello provocou: quando vão fazer valer o slogan de campanha que mencionava os termos, inovar, crescer e avançar, utilizado pelo então candidato Valdir Heck, que falava da experiência como gestor público. Esse conhecimento precisa ser aplicado logo, caso contrário, Ijuí tende a continuar perdendo espaço para os vizinhos próximos, fuzilou o vereador.


Fonte: Redação.

BUSCA NO SITE

Um valor é necessário.