Notícias > Saúde

15/03/2018
14:07

Divulgar a importância da vacinação contra o HPV nas escolas é proposta da Coordenadoria de Imunizações da Secretaria de Saúde de Ijuí

Crédito: Reprodução/Internet

Divulgar a importância da vacinação contra o HPV nas escolas num trabalho em parceria com os agentes de saúde é o que está propondo a Coordenadoria de Imunizações da Secretaria de Saúde de Ijuí.

 

Segundo a enfermeira Salester Ruwer, realizar a imunização nos educandários não está nos planos como ocorreu no ano passado. Chamou a atenção para a dose de reforço que estará disponível nos postos, salientando que as meninas que completam nove anos e meninos que farão onze anos, devem tomar a primeira dose.

 

 

Falou dos benefícios da vacina, capaz de prevenir doenças futuras relacionadas ao HPV e que afetam o colo do útero e o pênis. O medicamento torna maior a produção de anticorpos, aumentando a imunidade. Lamentou a baixa procura, o que se dá devido ao desconhecimento de alguns pais, que acham que a vacina pode antecipar a vida sexual dos filhos, o que não é verdade.

 

 

Salester disse que está disponível também a segunda dose contra a varicela, conhecida também por catapora para crianças dos quatro aos seis anos, onze meses e 29 dias e a imunização contra a febre amarela, nas quintas feiras e cuja procura é boa, especialmente por pessoas que pretendem viajar para os locais de risco. Quem recebeu a vacina em algum momento da vida, não precisa repeti-la.

 

Anunciou ainda o início da vacinação contra o vírus influenza a partir de 16 de abril, salientando que ainda não estão definidos os públicos-alvo. O surgimento de um novo vírus, responsável por várias mortes nos Estados Unidos, deverá trazer algumas alterações no processo neste ano no Brasil, enfatizou Salester Ruwer.


Fonte: Redação.

BUSCA NO SITE

Um valor é necessário.