Notícias > Política

29/01/2018
14:10

"Empresas gaúchas estariam oferecendo dinheiro aos deputados para votar a venda das estatais" denuncia deputado Jéferson Fernandes

Crédito: Reprodução/Internet

O deputado estadual, Jéferson Fernandes, comentou para o Fatorama, a convocação extraordinária do governador para a votação do Regime de Recuperação Fiscal. Disse que o momento é de apreensão, devido às várias discordâncias existentes.

As quatro horas determinadas para cada sessão, é pouco tempo para a complexidade das matérias. O petista prevê sessões quentes, devido às polêmicas que estão deixando muita gente desconfortável para votar.

O temor é que tem empresas gaúchas oferecendo dinheiro aos deputados para votar a venda das estatais, fator que pode fazer a diferença na hora de decidir. Fernandes esclarece que não é perdão da dívida do Rio Grande do Sul, apenas uma pausa de seis anos sem pagar, acumulando juros e correção monetária, fazendo subir o débito de R$ 60 bilhões para R$ 90 bilhões.

A contrapartida do governo Sartori é se desfazer das empresas públicas, não realizar concursos públicos, e esquecer o dinheiro que o Estado tem a receber da União, que hoje chega a R$ 50 bilhões. Tudo isso, vai gerar problemas agora e deixar o Rio Grande ingovernável no futuro, alerta o parlamentar.

Para o deputado, é preciso resistir, o governo não é o dono do patrimônio, tampouco os deputados, tudo é do povo gaúcho. Retirar a possibilidade de consulta pública para assuntos de importância, é no mínimo temeroso. As pessoas tem o direito de ajudar a decidir as questões relevantes, defende Jéferson Fernandes.


Fonte: Redação.

BUSCA NO SITE

Um valor é necessário.