Notícias > Política

24/01/2018
14:20

Relator vota por aumentar pena de Lula para 12 anos e um mês

Crédito: TRF4 / Divulgação / CP

Relator do recurso da Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), o desembargador João Pedro Gebran Neto votou por aumentar a pena do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Sila para 12 anos e um mês de prisão e ainda determinou 280 dias de multa. O voto de Gebran durou cerca de 3h30min.

"Considero culpabilidade extremamente elevada" por se tratar de um ex-presidente da República, disse Gebran, ao anunciar que "a gravidade dos crimes exige pena maior do que a mínima". A dosimetria da pena dependerá dos outros dois juízes. Se ao menos um deles votar com o relator, Lula será condenado a 12 anos e um mês.

Para o relator do caso, é evidente que Lula praticou crime e colaborou direta e indiretamente em outros. Ele ressaltou que há provas de que o ex-presidente foi um dos articuladores do esquema de propina na Petrobras. Além disso, afirmou que há evidências que triplex do Guarujá foi reservado para Lula e Marisa e a reforma feita a partir de um projeto aprovado por eles.

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) julga recurso do ex-presidente Lula, que foi condenado pelo juiz Sergio Moro a nove anos e meio de prisão. 


Fonte: Correio do Povo.

BUSCA NO SITE

Um valor é necessário.